Domingo, 22 de Setembro de 2019

Mauro lidera corrida ao governo com 39%, Taques e Wellington empatam com 20%




COMPARTILHE

O ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) manteve a liderança na disputa ao governo de Mato Grosso, é o que aponta a segunda pesquisa Ibope, divulgada ontem. Mauro Mendes subiu de 32% na pesquisa realizada em agosto para 39%, um aumento de 7 pontos percentuais.

O governador e candidato a reeleição Pedro Taques (PSDB) caiu dois pontos percentuais e agora registra 20%, o mesmo índice do candidato Wellington Fagundes (PR), que subiu cinco pontos percentuais do levantamento de agosto para o realizado ontem.

O candidato Arthur Nogueira (REDE) vem em seguida, com 2% e Moises Franz (PSOL) é o último colocado, com 1%, ambos mantiverem os mesmos índices de agosto. Os entrevistados que disseram que vão votar em branco ou anular o voto na eleição de outubro próximo somam 8%, eram 17% na pesquisa anterior. Os que disseram não saber ou não quiseram responder agora são 9%, um ponto percentual a menos que a pesquisa anterior.

Mauro Mendes está próximo de vencer a disputa no primeiro turno, conta com 47,6% dos votos válidos. Para vencer no primeiro turno são necessários 50% dos votos válidos mais um.

PESQUISA - A pesquisa contratada pela TV Centro América (Globo), realizada entre os dias 17 a 19 de setembro, com 812 entrevistas em 36 cidades do estado, tem margem de erro de 3% e o nível de confiança é de 95%, isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso com o número 05998/2018. 


Autor: AMZ Noticias com Diário de Cuiabá


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia