Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019

Vereador de Santa Terezinha denuncia prefeito por encaixotamento de aparelhos da saúde




COMPARTILHE

Apesar das limitações e dificuldades enfrentadas em hospitais municipais e postos de saúde da maioria dos municípios do país, em Santa Terezinha, município distante cerca de 1.328 km de Cuiabá, uma situação inusitada foi denunciada pelo vereador Cleber Moreira Barros (PSDB) ao Ministério Público nesta semana.

O vereador aponta que equipamentos novos adquiridos há mais de um mês e destinados a Secretaria de Saúde daquele município estão em desuso e encaixotados por ordem do Prefeito Euclésio José Ferretto (PDT). Eletrocardiógrafo, aparelhos de ar condicionado, armários, arquivos, autoclave, balanças, computadores e desfibriladores, fazem parte da lista de 89 equipamentos e aparelhos apontados pelo vereador e que segundo ele estão amontoados no auditório da Prefeitura há mais de 40 dias.

 Ainda de acordo com a declaração do vereador ao Ministério Público, uma caminhonete Mitsubishi L200 Triton nova, também adquirida para atender a Secretaria Municipal de Saúde do município, encontra-se estacionada há mais de 20 dias na sede da Prefeitura. O veículo foi adquirido através de recursos do Ministério da Saúde e só teria sido usada uma vez.

“Eu tomei iniciativa de acionar o Ministério Público para que ele faça a entrega desses equipamentos para que sirvam a população. Até esses dias nós estávamos passando por dificuldade na saúde, dependendo em alguns momentos, de recursos advindo da população através de leilão beneficente, então esses equipamentos que são adquiridos têm que ser entregues no momento em que chegam no município para servir a população”, destacou o vereador.

Cleber ainda criticou a falta de diálogo do prefeito Euclésio com os vereadores do município. “Eu defino o Euclésio como muito centralizador do poder, não tem diálogo com ele, parece aquela música da Gal Costa que diz: ‘Eu nasci assim, eu cresci assim, e sou mesmo assim, vou ser sempre assim’”, disse.

Cleber Moreira ainda levou ao conhecimento do Ministério Público a situação de uma ponte de madeira, localizada na estrada vicinal que liga a Colônia São José à Escola Municipal São João. De acordo com ele as condições estruturais da ponte são péssimas, podendo desabar a qualquer momento e colocando em risco a vida das pessoas que transitam pela estrada, prejudicando inclusive o transporte escolar.

Segundo Cleber Moreira, a situação da ponte foi informada ao prefeito e ao secretário de obras verbalmente e através de mensagens de texto desde o dia 15 de setembro, mas nenhuma providência foi tomada até o momento. Uma solicitação de laudo técnico foi protocolada pelo vereador junto ao Departamento de Engenharia e Fiscalização da Prefeitura de Santa Terezinha para verificar a situação da ponte.

No final de 2017 servidores do Hospital Municipal alertaram para o caos na unidade hospitalar e chegaram a usar as redes sociais para pedir doações de soro fisiológico. Moradores do município, sensibilizados com a causa, realizaram uma “vaquinha” para arrecadar dinheiro para comprar soro que foi doado para o hospital municipal. Na época o prefeito Euclésio Ferreto reconheceu a situação crítica e alegou atrasos em repasses dos governos Estadual e Federal, alertando que o município sozinho estava passando por uma situação muito difícil para manter todas as despesas com a saúde no município.


Autor: Rafael Trindade com Eldorado FM


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia