Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019

Operação da Polícia de Mato Grosso prende 191 pessoas envolvidas em roubos




COMPARTILHE

A Polícia Civil prendeu 191 acusados de crimes nos últimos dois dias em decorrência da Operação Midas, que investiga crimes patrimoniais, em especial furtos roubos e latrocínio. Os trabalhos integram uma ofensiva nacional, deflagrada simultaneamente por policiais civis de 25 Estados e do Distrito Federal.

Em Mato Grosso, foram realizadas 71 prisões em flagrante, 97 mandados de prisão preventivas e 23 apreensões de adolescentes infratores.  As ações ainda resultaram na apreensão de porções de maconha, cocaína, drogas sintéticas e de sete armas de fogo. 

No balanço final da operação, a Polícia Civil de Mato Grosso ficou em terceiro lugar, atrás apenas de São Paulo e do Distrito Federal. O delegado geral da corporação, Fernando Vasco Spinelli Pigozzi, explica que a operação é a terceira realizada em conjunto entre as polícias civis estaduais, coordenada pelo Ministério da Segurança Pública e Conselho Nacional dos Chefes da Polícia Civil, que nacionalmente resultou em aproximadamente 4.053 presos/apreendidos. 

“Em Mato Grosso, por meio de planejamento e repressão qualificada, alcançamos resultados expressivos nas prisões, por mandados e em flagrantes, e apreensões diversas, em todas as regiões do Estado”, afirmou Pigozzi. As ações foram executadas pela Diretoria Metropolitana, Diretoria de Atividades Especiais e Diretoria do Interior sob acompanhamento e coordenação da Diretoria de Inteligência (DI) da Polícia Civil.  Para o delegado e diretor da DI, Juliano Carvalho, a operação Midas é exitosa em duas frentes.

“A primeira, na busca por oferecer uma resposta satisfatória para a sociedade mato-grossense, diante dos delitos praticados. E também importante para consolidar a força institucional conjunta das Polícias Civis e a relevância do serviço investigativo”, avaliou. As investigações terão prosseguimento em unidades diversas da Polícia Civil, a depender do local da ocorrência delitiva. 

Apreensões - Onze veículos que estavam em posse de criminosos e que são provenientes de furto e roubo e/ou eram utilizados nas ações delitivas foram apreendidos. Também foram recolhidas porções médias e pequenas de maconha, haxixe, crack, comprimidos de ecstasy, LSD e anfetamina. Em posse dos detidos foi realizada a apreensão de dinheiro em espécie, totalizando aproximadamente R$ 38 mil reais, cuja procedência será alvo de investigação. Participaram dos trabalhos 432 policiais civis em todo o Estado de Mato Grosso. 

Operação - A operação Midas foi coordenada pelo Ministério da Segurança Pública, no âmbito do Sistema Único de Segurança Pública (Sesp). Durante os dois dias de operação foram presas 3.648 pessoas e 404 adolescentes apreendidos.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/norteara/public_html/noticia.php on line 212
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia