Domingo, 22 de Setembro de 2019

Homem que matou mulheres com marteladas em Cuiabá é condenado a 40 anos de prisão




COMPARTILHE

Jhony Marcondes, de 41 anos, foi condenado a 40 anos de prisão, em regime fechado, pelos assassinatos da ex-mulher, Adriana Aparecida de Siqueira, de 41 anos, e da filha dela, Andresa Maria Villarga da Siqueira, de 19 anos, com golpes de faca e martelo na cabeça.

O júri aconteceu nesta segunda-feira (15). Adriana e Andresa foram encontradas mortas em 22 de agosto de ano passado, na casa onde moravam, na Rua Itajubá, no Bairro CPA 1, em Cuiabá.

Conforme a Polícia Militar, Jhony teria entrado na casa e matado a ex-mulher e a filha dela com golpes de faca e martelo na cabeça. Autuado pelo crime de duplo homicídio qualificado por motivo fútil e contra mulher por razões de condições do sexo feminino (feminicídio).

Jhony disse à polícia que matou a mulher depois de uma discussão porque descobriu mensagens no Facebook da vítima. De acordo com informações da Polícia Militar, o suspeito contou a uma pessoa no Bairro Pedregal, em Cuiabá, que 'havia cometido uma besteira'. Essa testemunha procurou a família das vítimas e informou o que o suspeito havia comentado.

Jhony já respondia a processos criminais por lesão corporal em Sinop, a 503 km de Cuiabá, e também por violência doméstica em Cuiabá. Nesse último caso, Adriana consta como vítima nos processos no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT). Adriana trabalhava na área de serviços gerais.


Autor: AMZ Noticias com Gazeta Digital


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia