Sexta-Feira, 23 de Abril de 2021

Homem que agrediu a ex-mulher em frente à delegacia de Cuiabá é sargento da PM




COMPARTILHE

O homem detido em flagrante após agredir a ex-esposa em frente à Delegacia de Defesa da Mulher (DEDM), na última sexta-feira (26), em Cuiabá, foi identificado pela Polícia Civil como o sargento da Polícia Militar, Valmir Correa, de 51 anos.

Ele teve o flagrante convertido em prisão preventiva durante audiência de custódia. Em nota, a Corregedoria da Polícia Militar informou que, ao tomar conhecimento da situação, designou um policial para acompanhar o caso na Polícia Civil.

A Corregedoria afirmou ainda que está apurando a conduta disciplinar do sargento, que já responde a processos administrativos por atos similares.Um novo processo administrativo deve ser aberto pela PM para investigar a denúncia de agressão à ex-esposa. Valmir foi autuado em flagrante pelo crime de lesão corporal dentro da lei Maria da Penha.

O caso -  A agressão ocorreu quando o casal passava por um estacionamento, localizado em frente à Delegacia da Mulher. A prisão do sargento foi efetuada por uma policial da Delegacia da Mulher, que foi chamada por um funcionário do local. Na abordagem, os policiais encontraram o sargento armado e a vítima gritando por socorro.

Ao serem conduzidos para a delegacia, foi constatado que a vítima já havia encaminhado um pedido de medida protetiva, mas o sargento ainda não havia sido notificado. No momento foi registrado pelas câmeras de segurança do estacionamento. As imagens registraram quando o homem dá um soco no rosto da ex-esposa, enquanto eles andavam pela calçada


Autor: AMZ Noticias com Midia News


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias