Sábado, 29 de Fevereiro de 2020

Desacordo entre estudante e diretor acaba no Ministério Público Federal de Redenção




COMPARTILHE

A estudante do Curso de Pedagogia, Naiuza Ferraz, a sede do Ministério Público Federal, em Redenção, para denunciar que a faculdade em que estuda não possui autorização do Ministério da Educação-MEC.

A denúncia foi feita na tarde da última quinta-feira (08).  De acordo com a estudante, no ano de 2016, a Faculdade Alternativa Teológica Brasileira-FATB, se instalou na localidade conhecida como ‘’Campinho’’, no município de Bannach, ofertando o curso de Pedagogia e outros cursos profissionalizantes. Segundo a estudante, a instalação da FATB, atraiu a atenção de muitos alunos que sonhavam cursar o ensino superior, mas não tinham oportunidade, pelo fato de não haver a oferta do Ensino Superior no município.

Segundo Naiuza Ferraz, por ter o ex-secretário municipal de Educação, Jovimar Francisco de Melo, como diretor geral da universidade, mais de 40 pessoas resolveram ingressar na faculdade. Ela, optou pelo Curso de Pedagogia, pois a mensalidade de R$ 150 acessível, caiu como uma luva no seu orçamento. Estudando desde setembro de 2016, Naiuza resolveu solicitar a sua transferência para uma faculdade na cidade de Redenção.

A surpresa e decepção ocorreu quando a estudante foi fazer a matricula na nova faculdade e, foi informada de a universidade em que ela estudava, não era credenciada pelo Ministério da Educação-MEC.

‘’Foi um dos momentos mais tristes que vivi na minha vida, vi o sonho de me tornar uma educadora, ir por água abaixo e três anos de tempo e dinheiro perdido e jogado fora’’, relata a estudante. Decepcionada, a estudante procurou o diretor, Jovimar Melo, para pedir explicações e solicitar o ressarcimento do dinheiro que ela havia pago devidamente corrigido. Ainda segundo a estudante o diretor se recusou a fazer o ressarcimento corrigido e em uma parcela. 

Segundo Naiuza, a proposta que o diretor fez a estudante, foi de devolver o dinheiro das mensalidades pago por ela, em quatro parcelas e sem correção monetária. Quanto o credenciamento junto ao MEC, Naiuza, disse que o ex-secretário de educação e gestor da FATB, admitiu que a instituição não possui a portaria a devida documentação.

 Naiuza procurou o Ministério Público da cidade de Rio Maria, onde foi orientada a fazer uma denúncia na Delegacia de Polícia Federal, pois o caso caracteriza um crime de estelionato.  Na tarde da quinta-feira (08), fez a denúncia MPF, nossa reportagem entrou em contato com o diretor da universidade através do WhasApp, para se informar da veracidade das denúncias da estudante.

O diretor Jovimar Melo, disse que a instituição trabalha com os cursos de Teologia Médio,Básica e Avançada e outros cursos livres, possuindo uma parceria com Faculdade Universo EAD, e que a aluna Naiuza, por não entregar a documentação em tempo hábil ficou difícil dela ser inserida no curso EAD.

Melo disse que procurou fazer um acordo com a aluna para ressarcir o dinheiro investido no curso através de parcelamentos. O diretor disse ainda os diplomas dos cursos livres, profissionalizante, graduações e pós graduações, são ofertados pelas faculdades EAD parceiras. De acordo com Naiuza Ferraz, o MPF garantiu vai investigar a atuação da faculdade em Bannach.    


Autor: AMZ Noticias com Dinho Santos


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias