Sábado, 29 de Fevereiro de 2020

Descarte irregular de lixo na saída de Vila Rica para Santa Terezinha preocupa moradores




COMPARTILHE

A situação do descarte de lixo irregular às margens da MT 431, na saída de Vila Rica para Santa Terezinha, Região Nordeste de Mato Grosso, é um problema antigo que vem deixando muitas pessoas indignadas com a falta de educação de alguns moradores da cidade.

A reportagem da Rádio Eldorado FM esteve no local a pedido de algumas pessoas que manifestaram a insatisfação com a situação. “Alguma providência com responsabilidade tem que ser tomada, o pessoal prefere jogar lixo nas margens da estrada do que na caçamba que fica a poucos metros da área onde estão jogando lixo. Isso é ruim para nossa cidade, causa uma má impressão”, disse um morador da região em conversa com nossa reportagem.

No local foi possível constatar uma grande quantidade de lixo, desde mesa plástica, garrafas pet, até animal morto, o que tem resultado em um mau cheiro insuportável nas proximidades. A situação fica ainda pior com as chuvas. A enxurrada espalha o lixo pelas margens da rodovia, aumentando ainda mais o problema. O depósito irregular do lixo também pode causar diversas doenças na comunidade local, como aquelas transmitidas pelo Aedes aegypti, por exemplo.

A Prefeitura de Vila Rica contratou uma empresa que distribuiu, em locais estratégicos, containers tipo caçamba para que a população faça o descarte de lixos e entulhos. Eles são recolhidos periodicamente e todo o material é depositado no lixão do município. Mesmo assim não e difícil ver lixo doméstico ou entulhos espalhados em diversos pontos da cidade.


Autor: Rafael Trindade com Eldorado FM


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias