Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2021

Fundação Nacional do Índio reinstala Comitê Regional das aldeias Xavante em Mato Grosso




COMPARTILHE

Durante a visita que fez à Barra do Garças para se reunir com servidores da fundação e lideranças indígenas do Povo Xavante e debater a reinstalação do Comitê Regional, o presidente da Fundação Nacional do Índio, Wallace Bastos disse que "É preciso um diálogo com as Coordenações Regionais e incentivo e perseverança nas pontas".

Esta instância regional é de suma importância para o trabalho do órgão indigenista e para a população indígena porque possibilita o planejamento e a avaliação das ações da Funai de forma conjunta entre servidores e indígenas.

Nos dias 6 e 7 de novembro, o presidente da Fundação participou da reunião ordinário do Comitê Regional na Coordenação Regional Xavante, que atende cerca de 28 mil indígenas no leste do Mato Grosso. Ainda no dia 5, Bastos se reunira com servidores das Coordenações Técnicas Locais subordinadas à Regional.

Núbia Rocha, coordenadora-geral de Gestão Estratégica da Funai, disse considerar o Comitê Regional uma importante instância de participação social, que faz enormes contribuições à tarefa dos servidores públicos de planejar melhores formas de executar os recursos públicos de forma participativa, junto à comunidade envolvida.

O coordenador regional da CR Xavante, Carlos Henrique da Silva, comentou sobre a estrutura renovada da Coordenação Regional e as dificuldades até chegar à situação atual. Ele ressaltou a importância do protagonismo dos servidores na gestão da CR a partir do ano de 2012, realizada com transparência, publicidade e responsabilidade. De acordo com ele, a CR regional realizou prestação de contas para apreciação dos membros do Comitê. Em fevereiro, haverá um novo encontro para apresentação dos planos de trabalho da CR Xavante para 2019. 

Após ouvir as considerações dos servidores e servidoras, o presidente da Funai disse que o objetivo principal da reunião é escutar as demandas e apresentar o que foi realizado durante o exercício da presidência atual. Bastos disse que a questão patrimonial esta sendo tratada de forma cuidadosa, e que a Diretoria de Administração e Gestão (DAGES) vai promover a regularização do patrimônio das Coordenações Regionais no próximo ano.

Em relação à Coordenação-Geral de Promoção ao Etnodesenvolvimento (CGETNO), o presidente Bastos afirmou que será mais equânime o método de distribuição de recursos às Coordenações Regionais da Funai, conforme critérios como número de indígenas atendidos e situações específicas de cada Coordenação Regional.

Reunião com lideranças Xavante - O Cacique Simão disse que as promessas feitas para fortalecimento da Funai não sejam desconsideradas. Ele abordou a necessidade de mobilização das comunidades indígenas ao afirmar "é um problema grave que muitos dos indígenas que vão para cidade tentar uma formação profissional não conseguem emprego e não tem nenhum apoio da Funai ou do governo federal, estadual e municipal", resumiu.

Lucas Madu, da Terra Indígena Parabubure, salientou "o trabalho de plantio de banana e de pequi em sua aldeia, mas é preciso maior apoio da Coordenação Regional e das Coordenações Técnicas Locais para comercializar a produção". O cacique Odoni, da Terra Indígena Sangradouro alertou para o grande número de índios mortos na BR-070, e que é preciso pagar indenização para os indígenas. Outro problema é a poluição jogada nos rios da TI; e que é preciso mais fiscalização, disse a liderança indígena.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias