Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019

Conselho Nacional do Ministério Público afasta promotor de Xinguara por atividades suspeitas




COMPARTILHE

O promotor público Italo Costa, que atuava na Comarca de Xinguara, no sul do Pará, foi afastado das funções por determinação do Conselho Nacional do Ministério Público-CNMP. A decisão foi tomada durante uma reunião do conselho realizada na manhã de ontem quarta-feira (21).

O afastamento do promotor é fruto das denúncias da juíza do Fórum de Xinguara, Ana Carolina Barbosa Pereira, que após fazer uma série de denúncias contra advogados, contra o promotor, servidores e policiais civis, chegou a pedir a demissão do cargo, mais depois declinou da decisão e optou pelo licenciamento para tratamento de saúde.

Entre as denúncias proferidas pela magistrada, constava a de que o promotor faltava serviço e outras irregularidades. “Não nasci para ver promotor faltar a mais de 30 audiências no mês e nada lhe acontecer”, disse a juíza a certa altura de sua carta de demissão.

E continuou: “Não nasci para ver esse mesmo promotor agir como um louco em audiência, mandando testemunha se calar, rindo da ignorância das pessoas que atuam no processo – a maioria que nem sabe ler ou escrever –, agindo com extrema misoginia e representando o juiz quando, simplesmente, este não acoberta suas falcatruas (e não são poucas) ”, relatou a magistrada. As denúncias feitas pela juíza Ana Carolina Pereira levaram à instauração de procedimento da Corregedoria do Ministério Público, que culminou no afastamento do promotor.

O Tribunal de Justiça do Pará e a Polícia Civil abriram procedimentos para apurar as denúncias de Ana Carolina Barbosa Pereira. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) também instaurou inquérito sobre o caso. 


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia