Quinta-Feira, 12 de Dezembro de 2019

Mais de 1,2 mil cirurgias são suspensas após paralisação dos médicos da Santa Casa de Cuiabá




COMPARTILHE

Sem receber salários, os médicos da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá não estão atendendo. Os leitos estão praticamente vazios. Há dois meses, quem depende de cirurgia espera por uma solução para o impasse entre direção, o município e o corpo clínico.

A direção da Santa Casa alega que aguarda o recebimento de R$ 12 milhões em emendas parlamentares, mas o secretário interino de Saúde informou que o repasse do Ministério da Saúde, não é fruto de emendas e legalmente não é possível repassá-lo para a unidade filantrópica, exceto . se forem contratados novos serviços com o hospital.

Nesses dois meses de paralisação, cerca de 1200 cirurgias foram suspensas. Na semana passada, parte dos funcionários voltou ao trabalho, mas o atendimento não foi normalizado. Os médicos ainda não receberam. Em um ano, os funcionários do hospital já entraram em greve quatro vezes. A direção afirma que para fazer os pagamentos está esperando o repasse de verba.

"Eessa situação só vai mudar com o recebimento do dinheiro das emendas parlamentares", disse o diretor da Santa Casa, Antônio Preza. Enquanto isso não acontece, o hospital está cada vez mais vazio. Dos 260 leitos, só 17 estão ocupados e, destes, 16 são pacientes do SUS. A Santa Casa não tem recebido novos pacientes.


Autor: Ianara Garcia com TV Centro América


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia