Segunda-Feira, 22 de Abril de 2019

Atual prefeito, vereador e ex-vereador devem disputar eleição em Bom Jesus do Araguaia




COMPARTILHE

Mal terminou as eleições gerais de 2018 e o município de Bom Jesus de Araguaia (a 983 Km de Cuiabá) se vê as voltas mais uma vez com as urnas. Em 7 de abril, os quase 5 mil eleitores irão escolher seu novo prefeito e vice, após a Justiça Eleitoral cassar o mandato de Joel Ferreira (PSDB) e Edmarcio Moreira (PRP). A eleição suplementar já foi regulamentada pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT).

Três nomes já despontam como principais postulantes ao cargo de chefe do Executivo. São os vereadores Ronaldo Rosa de Oliveira (DEM), mais conhecido como Rone do Mureré - que atualmente é o prefeito interino no município -, e Silvio Dantas (PDT), chamado de Silvio do Latícinio. Além deles, o ex-vereador Marcilei Alves de Oliveira, conhecido como Mansão (PSB). Os três ainda são pré-candidatos.

Ronaldo disse que sua decisão final depende de pesquisa eleitoral junto a população no município. “Mas do jeito que está hoje eu vou participar”, disse. Ronaldo assumiu como interino, desde a cassação de Joel e Edmarcio. Na época, ele era o presidente da Câmara de Vereadores.

Quem passou a ocupar o seu lugar da presidência da Câmara, na última sexta (03), foi o vereador Silvio, eleito novo presidente da Mesa Diretora. “Eu vou disputar, se Deus quiser”, pontuou. Ele sairá como oposição ao partido de Ronaldo nas eleições. Como ambos são vereadores, não é necessária a desincompatibilização, isto é, o afastamento funcional do cargo público ao qual pertence. As convenções partidárias serão realizadas de 20 a 22 de fevereiro. Nestas datas, partidos poderão deliberar sobre a formação de coligação e escolha dos nomes em que sairão candidatos.

Vereador por dois mandatos e ex-presidente da Câmara, Mansão aposta na articulação com lideranças estaduais para garantir recursos ao município. Na eleição de 2016, ele foi candidato a vice-prefeito na chapa do então candidato a prefeito Marcos Reinert (MDB).

Para esta eleição, o pré-candidato do PSB articula uma chapa com presença de MDB, PR, Pros e PMB. "Mesmo fora do mandato nos últimos dois anos, a gente conseguiu articular R$ 1,1 milhão em emendas junto do deputado Valtenir [Pereira do MDB], sendo R$ 150 mil para Saúde e R$ 1 milhão para a construção da infraestrutura do lago, um local de lazer para a cidade. Temos muitos serviços prestados como construção do mini-estádio, entrega de trator, emendas para obras de asfaltamento, entre outras". O novo prefeito que for assumir o cargo deverá ficar até dezembro de 2020 – tempo igual que o prefeito ficaria se não fosse cassado.

A cassação - Em julho de 2018, Joel Ferreira e seu vice tiveram os mandatos cassados por abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio (votos). Eles se reelegeram em 2016. Segundo o processo, eles teriam utilizado maquinário da Prefeitura para construção e reformas de açudes e represas em quase 100 propriedades rurais particulares.

Os dois interpuseram mais dois recursos para reverter a decisão. Mas ambos foram negados pela Justiça Eleitoral. Eles não quiseram recorrer da segunda negativa ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Além da perda de mandatos, Joel e Edmarcio foram declarados inelegíveis pelos próximos 8 anos e deverão pagar multa no valor de R$ 31.923 mil.


Autor: Mikhail Favalessa com RDNews


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/norteara/public_html/noticia.php on line 212
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia