Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019

Helder assina contratos no valor de R$ 316 milhões para modernização do estado do Pará




COMPARTILHE

O governador Helder Barbalho assinou no ultimo dia  (19), em Brasília, dois contratos internacionais no valor total de 85 milhões de dólares, ou cerca de R$ 316 milhões, que vão assegurar o financiamento de importantes projetos para o desenvolvimento e modernização do Pará.

O primeiro contrato, no valor de US$ 50 milhões, foi assinado entre o Governo do Estado do Pará e a Corporação Andina de Fomento, o CAF, banco de desenvolvimento da América Latina, logo pela manhã.

O recurso será usado na promoção da eficiência e sustentabilidade nos municípios da região do Xingu, em ações de infraestrutura de mobilidade urbana; de tecnologia de comunicação; e de coleta, tratamento e destinação final de resíduos sólidos.

No final da tarde, Helder Barbalho assinou contrato com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), um investimento de US$35 milhões para o Profisco II, com o objetivo de apoiar a modernização da gestão fazendária e o aperfeiçoamento da administração tributária e da gestão do gasto público nos estados brasileiros. O financiamento é uma linha de crédito condicional para projetos de investimento e apoio a medidas de modernização fiscal.

Ainda pela manhã, o governador se reuniu com o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone da Nóbrega para restabelecer junto à agência o convênio com o Estado do Pará para que a Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos (Arcon) volte a fiscalizar os serviços de energia elétrica ofertados no Estado.

“A história do fornecimento de energia para a população do Pará é traumática. Enfrentamos hoje uma das mais graves crises no setor com a terceira mais alta tarifa cobrada no país e um dos piores serviços prestados. O tensionamento na relação consumidor e fornecedor é grave”, afirmou o governador. 


Autor: AMZ Noticias com Diário do Pará


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/norteara/public_html/noticia.php on line 212
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia