Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019

Estatísticas do Detran mostram que mulheres são mais cuidadosas no trânsito que os homens




COMPARTILHE

 A cultura secular que relaciona a mulher a perigo ao volante vem sendo descontruída pelas estatísticas. Dados comprovam que a motorista é muito mais cuidadosa no trânsito. Segundo o Departamento de Trânsito do Estado (Detran-PA), até o final do ano passado 17.741 mulheres estavam habilitadas a dirigir no Pará. Em 2019, o número de mulheres com habilitação já chegou a 1.573.

Um estudo divulgado pela Seguradora Líder, responsável pela administração do Seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores em vias terrestres (Dpvat), na estatística especial "Mulheres no Trânsito", mostra que as motoristas são mais cuidadosas, já que de 384 mil indenizações pagas pelo seguro em 2017, apenas 25% foram de vítimas de condutores do sexo feminino.

A empresária Jéssica Oliveira, que dirige há oito anos, disse que após tirar a CNH melhorou até sua vida profissional. "Dirijo em torno de 5 horas por dia, e aos finais de semana mais ainda, pois realizo as entregas da minha empresa. Dirigir me tornou uma pessoa mais independente", acrescentou.

De acordo com Valter Aragão, coordenador de Planejamento do Detran-PA, o aumento do número de mulheres no trânsito reflete positivamente nas estatísticas de acidentes. “O trânsito é um espaço democrático, que contempla todas as categorias e todas as pessoas. E como a mulher normalmente é mais cuidadosa e se envolve menos em acidentes, então, sem dúvida, quanto mais mulheres nós tivermos nos volantes, mais cuidado e mais zelo no trânsito teremos no nosso Estado e País”, afirmou o coordenador. 


Autor: AMZ Noticias com Cristiani Sousa


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia