Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019

Comando da Polícia Militar do Pará apresenta propostas para modernizar a corporação




COMPARTILHE

O comandante-geral da Polícia Militar do Pará, coronel Dilson Júnior, entregou ao governador do Estado, Helder Barbalho, na tarde do ultimo dia (7), no Palácio do Governo, 15 propostas para modernizar a gestão da PM e garantir benefícios aos servidores da corporação, como licença-maternidade de 180 dias.

“A legislação muda muito e nós precisamos nos adequar. Por isso, fizemos um esforço grande para que, em menos de 90 dias de governo, conseguíssemos preparar esses projetos, para que pudessem ser enviados à PGE (Procuradoria-Geral do Estado)”, explicou o comandante-geral da PM.

Uma das propostas prevê a criação de novos batalhões em municípios como Salinópolis, Marabá, São Miguel do Guamá e Tomé-Açu, onde atuam companhias independentes. “Isso possibilitará o aumento do efetivo nesses locais, já que também há uma proposta para fixar o número de policiais no Estado em 35 mil, enquanto a lei de hoje prevê um pouco mais de 31 mil policiais”, detalhou o coronel Dilson Júnior.

Celeridade - Segundo o oficial, outro projeto modifica o Código de Ética dos policias militares, instituindo, por exemplo, a apuração mais rápida de transgressões, o que deve diminuir os casos de indisciplina. “Hoje, esses processos administrativos demoram muito tempo para ser concluídos, o que não é bom para o policial e nem para a sociedade”, assegurou.

Outra medida de reflexo imediato para a corporação é a criação do auxílio-saúde, que deve beneficiar o policial militar afastado do trabalho por mais de três meses por conta de alguma enfermidade. “Hoje, após o policial ficar afastado por mais de três meses do trabalho, ele perde o auxílio-alimentação e fica desassistido nesse sentido. O auxílio-saúde será um benefício de mesmo valor, para que o servidor e sua família possam continuar contando com essa ajuda”, informou o comandante-geral. O governador Helder Barbalho vai encaminhar os documentos para a Procuradoria-Geral do Estado, responsável pelo aval aos projetos, que posteriormente devem ser enviados à Assembleia Legislativa do Estado (Alepa) para aprovação.


Autor: AMZ Noticias com Elck Oliveira


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia