Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019

Justiça nega habeas corpus para suspeitos de financiar milícia armada no sul do Pará




COMPARTILHE

O Tribunal de Justiça do Pará negou nesta segunda-feira (11) o pedido de habeas corpus de três homens suspeitos de serem líderes de uma milícia armada que age no sudeste do Pará.

De acordo com os magistrados, José Iran dos Santos Lucena, Mateus da Silva Lucena e Hamilton Silva Ribeiro descumpriram medidas cautelares impostas pela justiça e por isso tiveram o pedido de liberdade negado.

Os suspeitos foram presos em Marabá, no da 17 de janeiro, durante uma operação da Polícia Civil que investiga a atuação de grupos de milícias em fazendas no sudeste do estado. Ao total, foram expedidos pela Justiça 23 mandados de prisão preventiva para o combate à grupos armados e milícias. Segundo as investigações, José, Mateus e Hamilton são chefes financiadores de milícia armada que prestavam serviços como segurança particular, ameaçando e expulsando sem terras de ocupações na região.


Autor: AMZ Noticias com G1


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/norteara/public_html/noticia.php on line 212
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia