Quinta-Feira, 12 de Dezembro de 2019

Grupo de Segurança em Barragens vistoria barragens da Mina do Sossego em Canaã dos Carajás




COMPARTILHE

O Grupo de Trabalho de Segurança em Barragens, criado pelo Governo do Estado em janeiro deste ano, iniciou as vistorias nas barragens de mineração no Pará, com o intuito de estudar mecanismos para criação de um plano estadual de prevenção a desastres ambientais. Na quarta-feira (13), os especialistas visitaram as barragens da Mina do Sossego, em Canaã dos Carajás.

O secretário de estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Mauro O'de Almeida, que acompanha a equipe em Canaã dos Carajás, espera recolher informações importantes no local. “Vamos dar início a vistoria técnica na barragem do Sossego, junto com a equipe da Semas e da Defesa Civil. Teremos dois dias de trabalho no local (quarta e quinta), onde esperamos recolher as informações necessárias para montar nosso relatório sobre as condições das barragens no Estado do Pará”, frisou.

A Defesa Civil também tem papel importante na fiscalização das barragens. “Nosso trabalho é, fundamentalmente, estar junto aos técnicos do grupo de trabalho, no objetivo de acompanhar o plano de ação de emergência do empreendedor. Vamos fomentar o trabalho da Defesa civil Municipal, através de uma audiência pública, para construirmos um simulado, para que, caso ocorra um colapso da estrutura, a população saiba o que fazer no momento em uma rota de fuga”, explicou o Tenente Coronel Jayme Benjó, que participa da vistoria na Mina do Sossego.

As equipes da Semas e a Defesa Civil avaliaram não apenas a barragem de cerca de 42m de altura, que tem capacidade de concentrar aproximadamente 108 milhões de m³, mas também as estruturas de contenção de fino (diferentes diques) do empreendimento que explora concentrado de cobre.

Apesar do trabalho intenso nas vistorias, não há risco eminente de rompimento em nenhuma barragem do Pará. “Os locais que vamos vistoriar, até o momento, não apresentam inconformidades que possam sugerir perigos imediatos. Além disso, aqui no Estado nós não temos nenhuma barragem que tenha sido construída unicamente com o método utilizado na cidade de Brumadinho (MG)", enfatizou o secretário da Semas, Mauro O'de Almeida.

O cronograma de visitas segue até o dia 5 de Abril. A expectativa é que neste período sejam avaliadas 56 estruturas no Pará. Para isso, a força tarefa montada foi dividida em 5 grupos que atuarão nas regiões: sudeste, sudoeste, baixo amazonas, Paragominas e Barcarena.


Autor: AMZ Noticias com Raphael Graim


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia