Terca-Feira, 23 de Abril de 2019

Preso engole celular em presídio de Mato Grosso e passa 4 dias com aparelho no estômago




COMPARTILHE

Um preso engoliu um celular e precisou passar por endoscopia para retirar o aparelho do estômago. A situação ocorreu na segunda-feira (8) na Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira (Ferrugem), em Sinop, a 503 km de Cuiabá. O preso, no entanto, só teve o objeto removido nessa sexta-feira (12).

As informações foram divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) neste sábado (13). A secretaria calcula que o objeto tenha 4 centímetros.

Os agentes penitenciários faziam inspeções no Raio Azul da unidade e desconfiaram do preso. Ele foi identificado como Wesley do Amor Divino da Silva, de 23 anos. Ele foi revistado e os agentes usaram um detector de metal que apontou um objeto dentro do corpo dele.

Wesley foi levado ao Hospital Regional de Sinop onde passou por um exame de raio-X. Os médicos informaram aos agentes que ele havia engolido um aparelho celular. O preso não quis de forma alguma passar por um procedimento cirúrgico para retirar o objeto. Dessa forma, os médicos deram um prazo para que o celular fosse expelido naturalmente, o que não aconteceu.

O preso foi encaminhado novamente para o hospital onde ficou em observação. Na sexta-feira ele foi submetido a uma endoscopia e os médicos conseguiram retirar o celular do estômago dele. Segundo a Sesp, Wesley foi condenado por tráfico de drogas e cumpria a pena na penitenciária. Os agentes penitenciários disseram que não foi a primeira vez que ele engoliu um aparelho celular.


Autor: AMZ Noticias com G1


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/norteara/public_html/noticia.php on line 212
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia