Quarta-Feira, 21 de Agosto de 2019

Fazendeiro condenado por mandar matar a missionária Dorothy Stang é preso em Altamira




COMPARTILHE

A Polícia Civil do Pará prendeu na cidade de Altamira, sudoeste paraense, o fazendeiro Regivaldo Pereira Galvão, conhecido como Taradão, que teve a prisão decretada pela Justiça, pela condenação como mandante do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang. O crime ocorreu em Anapu, em 2005.

Policiais civis da Superintendência Regional do Xingu, sob comando do delegado Walison Damasceno, e das Delegacias de Homicídios (DH) e de Conflitos Agrários (DECA) de Altamira, por determinação da Diretoria de Polícia do Interior da Polícia Civil (DPI), receberam o mandado de prisão encaminhado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJE) nesta terça-feira(16).

Regivaldo foi localizado em sua casa, no bairro Jardim Independente I, área urbana de Altamira. Ele foi conduzido para a sede da Superintendência Regional da Polícia Civil, no município, onde vai permanecer no aguardo de transferência para o Sistema Penitenciário.

Regivaldo Galvão foi condenado a 30 anos de reclusão em 30 de abril de 2010, como mandante do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang. A condenação foi mantida em segunda instância, e a pena chegou a ser reduzida para 25 anos pelo Superior Tribunal de Justiça, que autorizou a prisão em 2017.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia