Terca-Feira, 10 de Dezembro de 2019

Ministério Público protocola cerca de 400 ações civis públicas contra desmatamento no Pará




COMPARTILHE

O Ministério Público Federal (MPF) anunciou nesta sexta-feira (3) a instauração de 393 ações civis públicas no Pará contra desmatamentos em áreas maiores de 60 hectares. Ao todo, 566 pessoas ou empresas devem responder à Justiça pela retirada ilegal de mais 44 mil hectares na região. O MPF pede R$ 719.893.713,66 milhões em indenização.

De acordo com o estudo, o Pará é o segundo estado do país com maior área desmatada alvo de ação civil pública. O primeiro lugar é Mato Grosso, com 52.687 hectares desmatados.

Os dados divulgados fazem parte de um projeto do MPF que monitora o desmatamento na região. O programa utiliza imagens cruza informações de imagens de satélites com um banco de dados públicos para monitorar as áreas desmatadas. Em todo o país, o MPF protocolou 1.410 ações civis públicas. Cerca de 1.800 pessoas devem responder pelos danos ambientais a Justiça. As indenizações chegam a R$ 2,515 bilhões.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia