Terca-Feira, 20 de Agosto de 2019

Casos de cimes de latrocínio em Mato Grosso quase dobram durante o 1º trimestre de 2019




COMPARTILHE

Mato Grosso registrou redução de 8% no número de homicídios dolosos no primeiro trimestre de 2019. De acordo com dados divulgados ontem (08), pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), foram 209 casos entre janeiro e março deste ano contra 228 no mesmo período de 2018. Já o número de latrocínios (roubos seguidos de morte) subiu de sete, em 2018, para 13 este ano.

O levantamento aponta ainda queda nos roubos no mesmo período. Segundo informações da Coordenadoria de Análise e Estatística Criminal (CEAC) da Sesp, nos últimos três primeiros meses, foram registrados 3.789 assaltos, 21% a menos que em 2018, quando houve 4.785 casos. Na mesma tendência, os furtos reduziram 17%, com 11.157 registros em 2019 e 13.377 em 2018.

“Outro índice que apresentou redução no período foi tráfico e uso de drogas: 1.568 casos este ano e 1.821 no ano passado (-14%)”, informou. Os roubos de veículos também tiveram aumento, de 606 para 623, assim como furtos de veículos, que passaram de 628 para 677.

Para o delegado-geral da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Mário Demerval, a redução dos crimes patrimoniais (roubos e furtos) e dos crimes contra a vida (homicídios) é fruto da repressão qualificada que vem sendo desenvolvida ao longo do ano passado e deste ano pelas unidades especializadas. “A investigação, com identificação da autoria e prisão, desencoraja novas ações criminosas. O planejamento da Polícia Civil contempla a intensificação de operações, tanto integradas quanto individuais, para manter a redução dos índices”.

O planejamento operacional, com o uso de ferramentas tecnológicas, é um dos pontos que contribuíram para a redução dos crimes, conforme o comandante-geral adjunto da Polícia Militar de Mato Grosso (PM-MT), coronel PM Wesney Sodré. “Com isso, conseguimos avançar na qualidade do emprego do policiamento, integração entre as forças de segurança, qualificação dos agentes e do trabalho da inteligência”.

Com relação ao aumento de roubos e furtos de veículos, o coronel explica que há que se considerar o incremento também das ações que resultaram na recuperação dos veículos. No primeiro trimestre deste ano, por exemplo, a PM-MT recuperou 639 automóveis no estado. “Há uma ação rápida neste sentido, tanto em Cuiabá, onde há grande concentração deste tipo de crime, quanto na região de fronteira, para onde geralmente são encaminhados”, acrescenta. 


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia