Sábado, 11 de Julho de 2020

Investigações mostram que o grupo Colibri de João Arcanjo nunca deixou de operar em Mato Grosso




COMPARTILHE

As investigações que resultaram na operação “Mantus” mostram que mesmo com a prisão do ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro, em 2003, o jogo do bicho nunca deixou de operar em Mato Grosso. A Colibri Loterias, que ficou conhecida a partir dos anos de 1980 por realizar apostas, nunca deixou de funcionar em todo Estado.

Nesse período em que esteve preso, Arcanjo apenas transferiu o comando da jogatina para o seu genro, Giovanni Zem Rodrigues, preso em Guarulhos (SP). Assim que saiu da prisão, em 2018, Arcanjo passou a dividir a liderança com o genro. “No período em que esteve na cadeia, o jogo do bicho continuou a ser executado, dessa vez sob a liderança do Giovanni Zem”, disse o delegado da Delegacia Fazendária, Luiz Henrique Damasceno.

Mas, o retorno do ex-bicheiro para atividade só ficou evidente após a sua saída da prisão. “Vinculamos atos e até diálogos que envolvem a administração da empresa. Cumprimos mandados de busca no local e encontramos anotações do jogo do bicho, na casa do Arcanjo também foi encontrado”, destacou. Apesar de a empresa estar em atividade, também fazia a lavagem de dinheiro. “É comum nesse tipo de crime, eles lavam os valores lícitos com os valores ilícitos, para não gerar desconfiança”, explicou.

NOME - Conforme a PC, na mitologia etrusca, “Mantus” vem do latim e refere-se ao deus do mundo dos mortos no vale do Rio Pó. Manto também é conhecido como o deus do azar, onde chamava atenção de suas vítimas através de jogos, roubando assim suas almas.


Autor: Redao AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias