Sábado, 29 de Fevereiro de 2020

Prefeitura reforçará segurança após ataque de jacaré contra cachorro no Parque das Águas em Cuiabá




COMPARTILHE

A Prefeitura de Cuiabá vai reforçar as medidas de segurança no Parque das Águas para evitar possíveis acidentes envolvendo crianças ou mesmo animais domésticos. A medida foi anunciada após um cão de porte médio ter sido atacado e morto, no fim de semana, por um dos jacarés que habita a lagoa localizada na área verde, que fica no Centro Político Administrativo (CPA). Entre elas, aumentar o número de educadores ambientais no local e melhorar a sinalização no entorno da área de 270 mil m².

O acidente envolvendo o cachorro ocorreu na noite do último sábado (13). Segundo informações de populares, o dono brincava com o bicho de estimação e jogava um graveto para que o animal fosse buscar dentro do lago. Nisso, a movimentação da água atraiu o jacaré que estava em outro ponto da lagoa e acabou se aproximando. Em determinado momento, o réptil atacou o cachorro puxando-o para o fundo do lago.

As informações são de que o dono teria tentado pular na água para salvar o animal, mas foi impedido por outras pessoas que estavam no local. O corpo do cachorro foi retirado no domingo (14) da água. “Nós lamentamos o acidente ocorrido, porém esse é o habitat natural do jacaré e tem que ser respeitado”, disse o secretário municipal de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa. Segundo ele, uma das ideias a ser adotada será melhorar a sinalização. “Nós, já temos sinalização em toda a área a do parque, mas vamos intensificar. Também vamos deixar educadores ambientais nesta parte aonde o jacaré costuma frequentar mais, principalmente, nos períodos da tarde e noturno”, acrescentou.

A estimativa é de que no lugar há quatro jacarés de diferentes tamanhos. O órgão municipal também deverá concluir a cerca ao redor de toda a lagoa. “Mas, temos que deixar claro que este ‘guardrail’ não evitaria o problema porque o frequentador começou a jogar dentro da água o graveto para que o cachorro pudesse ir busca-lo e foi isso que causou o incidente. O jacaré por conta do movimento da água percebeu que ali havia um bicho e, obviamente, ele tentou se alimentar”, disse.

Para evitar possíveis acidentes, o município afirma que no local há profissionais que procuram orientar os frequentadores para não subir na cascata e/ou não deixar entrar na água. “O lago existe para ser preservado e não para banho ou o animal doméstico frequentar. Na verdade, nós somos os invasores aqui e não os animais da região. Vamos aumentar o número de educadores ambientais no sentido de que a gente possa oferecer ainda mais informações para que esses tipos incidentes não voltem a acontecer”, reforçou citando que ocorrências semelhantes já ocorreu outros parques como Paraná e Curitiba.

Não se sabe se é o mesmo, mas o jacaré que vive no parque já fez várias aparições em ruas e avenidas próximas. Em novembro do ano passado, diversos vídeos circularam nas redes sociais, onde jacarés circulavam no parque e em seu entorno. Um vídeo, por exemplo, flagrou o momento que o animal atravessava a Avenida Hermina Torquato da Silva, na faixa de pedestres. Alguns dias depois, ele foi capturado pelo Corpo de Bombeiros (CB) próximo à Avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA), para onde o animal tinha ido. Na ocasião, o réptil foi batizado carinhosamente por populares pelo nome de “Celso”. A Prefeitura de Cuiabá chegou a alertar os visitantes do parque, após as pessoas atacarem o animal com pedradas. 

O Parque das Águas foi revitalizado e inaugurado pela prefeitura no fim de 2016. Atualmente, é uma das principais áreas de visitação da capital mato-grossense e também usado para prática de atividades físicas e lazer. Mas, antes já abrigava jacarés, capivaras e outros tipos de animais silvestres. Com 270 mil m², a área conta com 1,5 mil metros de pista de corrida e caminhada; 1,6 mil metros de ciclovia; dois restaurantes e food park; academias ao ar livre e parquinhos infantis, além de dois estacionamentos com capacidade para 600 veículos. 


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias