Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019

Grupamento Aéreo agiliza atendimento nos locais paraenses mais procurados nas férias de julho




COMPARTILHE

A Operação Verão deste ano dispõe de um importante apoio, que agiliza as ações do Sistema de Segurança. É o trabalho dos agentes que atuam no (Graesp), vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). O Graesp reúne 65 agentes na operação veraneio, entre pilotos, operadores aeronáuticos, mecânicos e apoio de solo.

Para a operação em julho, o Grupamento adotou uma estratégia para tornar o atendimento à população mais rápido e efetivo. Durante os finais de semana, período de maior movimentação nos balneários, uma aeronave tripulada com médicos e enfermeiros faz pousos alternados em três pontos bases: no trevo de Santa Maria do Pará, no posto da Polícia Rodoviária Federal; na estrada para o Distrito de Mosqueiro (pertencente a Belém), onde está localizada a barreira da Polícia Rodoviária Estadual, e em frente à unidade de pronto-atendimento de Castanhal, na Rodovia BR-316.

"Estamos somando esforços para garantir a segurança daqueles que deixam a capital, principalmente, para se divertirem no verão paraense. Estamos com reforço nos rios, por meio do Grupamento Fluvial, a fim de inibir assaltos a embarcações, e em terra, organizando o fluxo de veículos e prevenindo acidentes, por meio do Departamento de Trânsito, do Corpo de Bombeiros e agora, o Grupamento Aéreo, com a presença de enfermeiro integrando a tripulação para casos que necessitem da rápida locomoção, ao longo das rodovias que levam aos principais balneários", informou o titular da Seup, Ualame Machado.

Monitoramento - Ao todo, seis aeronaves, sendo três helicópteros do tipo Esquilo e três aviões - dois do tipo Caravan (monomotor) e um King Air (bimotor) - estão prontos para atendimento e monitoramento na região do Salgado (área do nordeste paraense sob influência do Oceano Atlântico), contemplando as praias de Salinópolis, Maracanã (Algodoal), Bragança (Ajuruteua) e Marapanim (Crispim); na Região Metropolitana de Belém, os distritos de Belém (Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci), e o município de Santa Bárbara do Pará; e nas regiões do sul e sudeste, nos municípios de Marabá, Itupiranga e Conceição do Araguaia. Também são feitos monitoramentos preventivos em rodovias e unidades do sistema penitenciário.

Outra novidade é a utilização do puçá, um cesto de resgate aéreo utilizado em salvamento de vítimas de afogamento, que está disponível em caso de necessidade para ser empregado, pela primeira vez, em uma Operação Verão. O equipamento facilita a chegada dos agentes de segurança a locais de difícil acesso, como o alto-mar, e também favorece a atuação dos salva-vidas, já que algumas vezes a vítima pode estar desmaiada.


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia