Terca-Feira, 12 de Novembro de 2019

Preso que matou a tia e arrancou o coração da vitima vai para 'solitária' após enforcar interno




COMPARTILHE

Lumar Costa da Silva, 28, preso por matar e arrancar o coração da tia, em Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá), foi flagrado enforcando outro detento, com quem dividia a cela na penitenciária de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá), onde está desde a última terça-feira (16).

De acordo com as informações da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), a transferência foi solicitada pela direção do Centro de Ressocialização de Sorriso por medidas de segurança.

“O pedido foi acatado pelos juízes da Execução penal de ambas as comarcas e, assim, Lumar foi transferido na terça-feira (16) para Sinop”, explicou a Sesp. Em Sorriso, Lumar estava preso em uma cela separada. Mas o receio de um ataque da população motivou a transferência.

O crime no qual ele matou e tirou o coração da tia, Maria Zélia da Silva, 50, causou comoção e revolta na população. Já em Sinop, ele dividia cela com outro detento, de 19 anos. Na quarta-feira (17), policiais ouviram o detendo pedindo por socorro.

Quando chegaram à cela, encontraram Lumar enforcando o jovem, dizendo que iria quebrar o pescoço dele. Diante dos fatos, Lumar foi encaminhado para uma outra cela, onde ficará sozinho, mas que não se trata de uma solitária. A Sesp informou que ele irá passar pelo atendimento dos psicólogos e assistentes sociais da penitenciária. Em seguida, um laudo clínico sobre o detendo será encaminhado ao juiz. Já o reeducando agredido recebeu atendimentos e fez um boletim de ocorrência contra Lumar.

“Mereceu morrer” - Oito dias após a sua prisão em flagrante por matar a tia, Lumar disse em depoimento que ela merecia morrer.  “Eu tenho a declarar que eu matei ela mesmo e não arrependo (...) ela mereceu morrer. Ela ficava me difamando, me chamando de ‘veado’, drogado e arrumando confusão no bairro. Eu só queria paz”, disse Lumar à imprensa.Também disse que o crime brutal foi premeditado e que, no dia, usou LSD e maconha. Mas que teria ouvido vozes do “universo” pedindo para que ele matasse a tia.

Ela ainda afirmou que, quando criança, era agredido pela mãe, a quem definiu como “demônio” e ainda fez declarações homofóbicas. Lumar matou a tia com várias facadas, cortou o tórax dela, retirou o coração e entrou para a prima, filha da vítima. Ele foi preso após fugir no carro da prima e colidir contra um transformador de energia.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia