Domingo, 15 de Dezembro de 2019

Deputado Joaquim Passarinho é um dos indicados a receber o Prêmio Congresso em Foco




COMPARTILHE

O deputado federal pelo estado do Pará, Joaquim Passarinho (PSD) é um dos indicados a receber o Prêmio Congresso em Foco deste ano de 2019, ele esta na lista prévia dos indicados ao troféu, que é uma homenagem e um reconhecimento aos deputados e senadores que se destacaram no exercício do mandato,

De acordo com as regras só estão aptos a concorrer deputados ou senadores que tenham exercido a atividade parlamentar por pelo menos 60 dias em 2019 e que não respondam a acusações criminais. A entrega do prêmio acontece no dia 19 de setembro. A votação do público começa na quinta-feira, dia 1 de agosto, é feita pela internet e conta com a fiscalização da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF).

Além da votação aberta, jornalistas credenciados em veículos que cobrem o dia a dia do Congresso também terão a chance de escolher os parlamentares que mais se destacaram ao longo do ano. Já o júri central é formado por cinco pessoas: quatro representando as áreas acadêmica, empresarial, trabalhista e o terceiro setor. O quinto assento é do Congresso em Foco, que costuma atuar como mediador e facilitador.

A novidade deste ano é a criação de três categorias especiais: Clima e Sustentabilidade, que conta com o apoio do Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS); Valorização dos Bancos Públicos; e Apoio ao Empreendedorismo. Para concorrer a estas categorias, por exemplo, o deputado ou senador precisa ter alguma relação com o tema como autoria de projetos, participação em frente parlamentar, entre outros.


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia