Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019

Zequinha Marinho propõe estender trecho de atuação da BR 222 de Marabá até Novo Progresso




COMPARTILHE

O senador Zequinha Marinho (PSC-PA) acaba de protocolar na Mesa do Senado, o projeto de lei Nº 2449/2019, que propõe o prolongamento da BR-222 de Marabá até Novo Progresso. A BR-222 é uma rodovia federal que estende-se atualmente de Fortaleza, capital do Ceará à cidade de Marabá, no Pará, interligando, além de Ceará e Pará, os estados de Piauí e Maranhão.

Sua extensão atual é de 1811,6 km, e no entendimento do senador Zequinha representa uma importante rota de escoamento da produção paraense. É por este motivo que o parlamentar defende que o governo federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, possa estender a BR-222 até o município de Novo Progresso.

“As atividades desenvolvidas na região carecem de melhores vias para o escoamento de sua produção e requerem, pois, uma urgente intervenção federal por parte do seu setor de viação, para que o traçado da BR-222 possa ser estabelecido e a rodovia implantada, com a maior urgência possível”, ressalta o senador.

“O Pará é um Estado de muito futuro, mas não tem como se pensar em progresso se não garantirmos condições mínimas de transporte, energia e comunicação”, ressaltou o senador Zequinha Marinho em seu pronunciamento nesta segunda-feira (12), no Plenário do Senado Federal.

Marinho comentou também que o governador Helder Barbalho, por meio da Secretaria de Transportes, já autorizou a estadualização de cerca de dois mil quilômetros de estradas, garantindo ações de melhorias para o transporte de pessoas e cargas no Estado.

“O governador Helder está fazendo sua parte. É preciso que o governo federal, que detém a maior parte do bolo tributário, também se some a esta importante ação e garanta melhores condições à logística no Estado do Pará, incentivando assim a produção e o crescimento da nossa economia”, comentou. 


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia