Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019

Vinte sete senadores assinam e protocolam novo pedido de divisão do Pará no Senado




COMPARTILHE

Um documento assinado por 27 senadores – entre eles os paraenses Zequinha Marinho (PSC) e Paulo Rocha (PT) – pedindo a realização de plebiscito para ouvir a população sobre a divisão do Pará para a criação do estado do Tapajós foi protocolado no Senado Federal no último dia 13.

O projeto de decreto legislativo número 508, de 2019, convoca a realização de plebiscito sobre o desmembramento de 23 municípios do estado do Pará para a criação do estado do Tapajós, que seria formado pelos municípios de Alenquer, Almeirim, Aveiro, Belterra, Brasil Novo, Curuará, Faro, Itaituba, Jacareacanga, Juruti, Medicilândia, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Novo Progresso, Óbidos, Oriximiná, Placas, Prainha, Rurópolis, Santarém, Terra Santa, Trairão e Uruará. 

Pela proposta, poderão votar eleitores do Pará, cuja inscrição ou transferência do título eleitoral tiver sido requerida até 150 dias antes da realização da consulta popular. Na justificativa, os senadores falam em “garantir o desenvolvimento nacional, promover o bem de todos e reduzir as desigualdades regionais”.

Segunda vez - Essa não é a primeira tentativa de divisão do território paraense, que atualmente conta com 144 municípios. Em 2011, a população paraense rejeitou, nas urnas, a tentativa de criação dos estados do Tapajós e Carajás. Na época, 66,6% dos eleitores votaram contra a criação do estado de Carajás e 66,08% contra a formação do estado de Tapajós.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia