Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019

Homem de 71 anos diz matou a namorada em Primavera porque não conseguia fazer sexo




COMPARTILHE

O idoso José de Carvalho, 71 anos, acusado de matar a namorada, Magna Alves Gabriel, 31 anos, se apresentou à Delegacia de Polícia Civil no final da tarde de segunda-feira (19), em Primavera do Leste (244 km da Capital).

Durante interrogatório, o acusado confessou o crime e alegou legítima defesa. No dia da ocorrência, segundo o idoso, a vítima teria ido à sua casa e o ameaçado de morte, porque não aceitava o fim do relacionamento.

José relatou que as brigas entre o casal começaram porque ele está doente e, consequentemente, não conseguia manter relações sexuais com a namorada, motivo pelo qual queria terminar o namoro. As investigações, coordenadas pelo delegado regional Rafael Forssari, continuam em andamento para apurar as reais circunstâncias do crime.

Entenda o caso - Magna Alves Gabriel, de 31 anos, foi brutalmente assassinada pelo namorado na noite de domingo (18), em Primavera. A vítima foi executada com tiros, golpe de facão na cabeça e, ainda, foi atropelado pela caminhonete do acusado.

A mulher chegou a ser encaminhada para uma unidade de saúde pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Na casa onde o crime aconteceu foram localizadas marcas de tiros, muito sangue e sinais de luta.


Autor: Mário Andreazza com Repórter MT


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia