Segunda-Feira, 16 de Setembro de 2019

Autoridades se reúnem com multinacional para instalação de usina de etanol em Querência




COMPARTILHE

Autoridades políticas e produtores rurais se reuniram, na última segunda-feira (19), com a multinacional FS Bioenergia para discutir a instalação de uma usina de etanol, em Querência. O grupo já finaliza o processo de compra de uma área no município, onde o empreendimento será levantado.   

No encontro, estiveram presentes vereadores, o prefeito Fernando Gorgen (PSB), o vice-prefeito João Pizzi (PSD), secretários do município, do presidente do Sindicato Rural, Osmar Frizzo, e produtores rurais. A expectativa é que o empreendimento impulsione o setor agrícola, devido à demanda de matéria prima para a produção de etanol.   

“Uma reunião muito proveitosa, com empresários que tendem a trazer ao nosso município muito investimento. Eles vêm beneficiar tanto o município como toda a nossa agricultura, toda a nossa economia local, que hoje é diversificada”, diz o vereador Valdenicio Anjos da Silva, Vavá (PSC).   

A multinacional FS Bioenergia está adquirindo um terreno de 116 hectares, localizado na BR-242, a 10 km do centro de Querência. A área é onde futuramente a usina de etanol será instalação. No entanto, ainda faltam a emissão de licenças ambientais e outros procedimentos para o início das obras. A previsão, segundo revela o vereador Vavá, é de que no segundo semestre de 2020, as estruturas do empreendimento comecem a ser construídas.

A usina produzirá etanol 100% a partir do amido de milho. Para isso, vai usar a chamada Tecnologia de Separação de Fibras, ou FST (Fiber Separation Technology), que remove a fibra durante a produção, o que melhora o rendimento e a eficiência do etanol.   

De acordo com o produtor rural Gilmar Pascoal, um dos participantes da reunião, o investimento deve impulsionar o setor de produção agrícola, sobretudo, aquele voltado ao cultivo do grão. “É uma opção para a gente vender o nosso milho e agregar muito valor em cima disso.” 

A FS Bioenergia tem unidade já instalada em Lucas do Rio Verde e em construção nos municípios de Nova Mutum e Sorriso. Há planejamento para a instalação da empresa também em Primavera do Leste e Campo Novo dos Parecis. Segundo estimativa, a geração de emprego durante a instalação do empreendimento é de mil vagas. Na fase de operação, estão previstos 250 empregos diretos e 500 indiretos.


Autor: Kayc Alves com Semana7


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia