Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019

Polícia Civil prende mulher que tentou matar marido com facada em São Félix do Araguaia




COMPARTILHE

A autora de uma tentativa de homicídio qualificado praticado contra o próprio marido foi presa pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (02.09), poucas horas após cometer o crime, no município de São Félix do Araguaia. A suspeita, T.P.P., 25, foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio qualificado.

A tentativa de crime contra a vida ocorreu na madrugada de segunda-feira (02), na residência do casal, no bairro Setor Aeroporto. Segundo informações, B.P.S.N., 38, e sua esposa T.P.P. estavam consumindo bebidas alcoólicas em um bar, quando em determinado momento a vítima foi para casa e deixou a mulher sozinha no local.

Logo em seguida, a suspeita retornou para a residência, onde ao chegar, se deparou com o marido dormindo. De posse de uma faca, T..P.P. efetuou um golpe no pescoço da vítima, que rapidamente acordou, e conseguiu se desvencilhar da agressora, pedindo socorro aos vizinhos.

Logo após o fato, a suspeita foragiu da casa e a vítima foi encaminhada para o Pronto Socorro, para atendimento médico. Assim que acionados pela unidade de saúde, sobre um homem que havia dado entrada com uma facada no pescoço, os policiais civis foram até hospital para averiguação da ocorrência.

De posse das informações repassadas por testemunhas, os investigadores passaram a diligenciar com objetivo de encontrar a suspeita, a qual acabou sendo localizada, poucas horas depois, na casa de um parente.

Ao ser detida, T.P.P. foi levada à Delegacia de Polícia de São Félix do Araguaia, onde em interrogatório, contou que estava com seu companheiro em um bar, quando ele a agrediu com um tapa no rosto e foi embora do estabelecimento. A suspeita também alegou que ao chegar a residência, encontrou manchas de sangue pelo chão do imóvel, por isso saiu correndo.

A conduzida foi autuada em flagrante delito por tentativa de homicídio qualificado, em razão da suspeita ter agido por motivo fútil (suposto tapa) e ainda, pela traição (durante o sono da vítima) e recursos que dificultaram ou impossibilitaram a defesa da vítima. Após a confecção dos autos, T.P.P. foi colocada à disposição da Justiça.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia