Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

Policia Federal prende grupo suspeito de causar prejuízo de R$ 15 milhões no Pará




COMPARTILHE

Uma operação da Polícia Federal foi iniciada nesta quarta-feira (4) para desarticular um grupo suspeito de invadir o sistema da Caixa Econômica Federal e realizar fraudes para receber o seguro-desemprego ilegalmente.

Aproximadamente 40 policiais federais cumprem oito mandados judiciais de busca e apreensão, seis mandados de prisão temporária e um afastamento cautelar da função pública, todos expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas, para cumprimento nos municípios paraenses de Parauapebas e Canaã dos Carajás, além de Gurupi e Oliveira de Fátima, no Tocantins, Imperatriz (Maranhão) e Brasília (DF).

Segundo a investigação, o grupo criminoso invadia os sistemas da Caixa e alterava o endereço de cidadãos que estavam recebendo regularmente o seguro-desemprego. Após, solicitava-se novo cartão do cidadão, que era encaminhado ao endereço previamente alterado pelos criminosos. Havia também a participação de funcionários dos Correios.

De posse dos cartões, o grupo realizava o recadastramento da senha em casas lotéricas e, na sequência, efetuavam o saque de uma parcela do seguro-desemprego, impedindo o saque pelo titular do benefício.

Até o momento, segundo a PF, as investigações apontam quase 12 mil endereços alterados na Caixa pela organização criminosa, o que pode resultar num prejuízo de aproximadamente R$ 15 milhões ao Fundo de Amparo ao Trabalhador- FAT.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia