Domingo, 15 de Dezembro de 2019

A Copa Bosaipo e o regionalismo do Norte Araguaia




COMPARTILHE

Após 10 anos sem ser disputada, a Copa Bosaipo de Futebol de Campo voltou a ser realizada nos últimos dias 24 e 25 de agosto em São José do Xingu, mais de 40 equipes, cerca de mil atletas, dezenas de dirigentes e milhares de pessoas se envolveram na disputa da 12 ª edição do Evento.

A retomada do evento, não apenas levou lazer a região, mas reaqueceu o espírito esportivo regionalista do Norte Araguaia. Idealizada para integrar esportivamente o famoso Vale dos Esquecidos, como era conhecida a região do Araguaia de Mato Grosso ela reacende o debate.

Responsável pela retomada do evento, o atual deputado estadual Faissal Calil disse que foi uma enorme satisfação estar retomando o evento e participando, pois em suas andanças pela região, sempre era cobrado pelo evento, e que enfim todos os envolvidos contribuíram para a realização de um belo espetáculo, e fizeram valer à risca a necessidade que o lazer e o esporte precisam ter em nossas vidas.

Logo na sua primeira edição na cidade Luciara, no ano de 2002, a competição disputada entre as equipes e seleções masculinas e femininas dos municípios da região causou impacto social e político, durante as 12 edições já realizadas, a cidade de Porto Alegre do Norte foi a que teve as equipes com as melhores chegadas.

Independente das criticas que opositores façam ao criador do evento o ex-deputado Humberto Bosaipo, a retomada da competição provou que ela é o evento esportivo mais importante do Norte Araguaia. O Campeonato começou a ser realizado inicialmente pelo ex-deputado, e depois passou a ser organizado e patrocinado pela Secretaria Estadual de Esportes e Lazer de Mato Grosso.

Em 2002, realizei uma entrevista na Radio Eldorado FM de Vila Rica, com o então deputado e fundador da copa que leva seu nome, Humberto Bosaipo, ele revelou que criou o movimento na região do Norte Araguaia para beneficiar a juventude, promover a interação e integração dos municípios da região, e que mesmo em sua futura ausência, tanto a copa como outros eventos no mesmo molde deviam ser utilizados para integrar a região.

Desde 2009, quando foi realizada a ultima edição em São Felix do Araguaia, nenhum evento esportivo despertou tanto sentimento regionalista como a Copa Bosaipo desperta, e agora que num momento em que região Norte Araguaia vive seus dilemas, o evento volta a reaquecer outros temas além do esporte.

Na 12 ª edição Copa Bosaipo de Futebol de Campo realizada nos últimos dias 24 e 25 de agosto em São José do Xingu, o primeiro lugar masculino foi conquistado pelo time Sub 17 de Porto Alegre do Norte, e o segundo lugar o time Filhos do Xingu, de São José do Xingu, já no feminino o titulo foi para equipe Araguaia Grãos de Bom Jesus do Araguaia e o segundo lugar o time Geração  Xingu, de São José do Xingu, o resultado prova que nem sempre os melhores são os maiores.

A Copa Bosaipo é algo único, alem do esporte, os atores envolvidos na competição, representam todas as matizes políticas dos municípios da região, é um termômetro único, como nenhum outro evento da região é capaz de realizar, somente a Feira Dinâmica de Empreendimentos de Porto de Alegre do Norte, tem um poder maior de envolvimento político sobre o regionalismo.

Durante a competição, nas mídias sociais vimos inúmeras criticas ao nome do evento, o fato é que Humberto Bosaipo errou como político e esta pagando por seus erros, porem o fundamento da competição continua vivo e comprova que é preciso ‘Despertar e beneficiar a juventude, promover a interação e integração dos municípios da região’.

Então, baseado neste aspecto regionalista que a competição oferece, é preciso que sejamos sensatos, e seguindo aquela máxima que “Por questões pessoais podemos perder o foco da MENSAGEM, para ficarmos falando do MENSAGEIRO, e desta forma perdemos uma GRANDE CHANCE DE MUDANÇA”, portanto que Bosaipo pague por seus erros como cidadão, afinal como pecadores todos temos erros, mas que a competição idealizada por ele continue seu objetivo.

Enfim, e para que o objetivo da competição seja renovado, fortalecido e expandido, que outras cidades além de São José do Xingu, como Porto Alegre do Norte, São Félix do Araguaia, Confresa, Vila Rica, possam sediar etapas e aquecer o debate sobre as necessidades e o orgulho do Norte Araguaia, afinal juntos somos mais fortes.

 

*Evandro Carlos é jornalista e empresário de comunicação


Autor: Evandro Carlos


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia