Terca-Feira, 17 de Setembro de 2019

Ação de Fiscais do Indea realiza nova apreensão de madeira proibida em Barra do Garças




COMPARTILHE

Através de mais um trabalho em parceria entre os Fiscais do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (INDEA), com  a Secretária de Fazenda do Estado de Mato Grosso (SEFAZ), Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) e Policia Rodoviária Federal, foi aprendida mais uma carga irregular de madeira em Mato Grosso.

 O fato ocorreu na manhã desta segunda-feira (09.09), na cidade de Barra do Garças, distante 550 km da capital. Conforme informações dos fiscais do Indea que participaram da operação, a carga continha 46,010 m³ de Bertholletia excelsa (Castanheira), a qual era de origem da cidade de Alto Paraíso/RO com destino a Rianápolis/GO.

Segundo ainda os servidores do Indea, “a documentação da carga de madeira apresentada pelo motorista F.M.S.J, de 28 anos,  teoricamente seria da Essência florestal Brosimum paraense (Muirapiranga, falso pau Brasil), quando os técnicos se deslocaram até o caminhão para fazer a checagem da carga de madeira transportada  foi constatado que carga transportada é da Essência Florestal Bertholletia excelsa (Castanheira), nesse momento já apreendemos a carga”, contaram eles.

A castanheira tem o corte, comercialização e o transporte proibido pela Lei Complementar 233 de 21/12/2005, Artigo 65, Lei dos Crimes Ambientais  n 9.605 de 12/02/1998,  artigo 46 e parágrafo único do Decreto Federal 5.975 de 30/11/2006. Após detectarem a irregularidade, os fiscais do Indea/MT lavraram Auto de Constatação e repassaram a carga para Policia Rodoviária Federal, para as providencias cabíveis.

Na oportunidade, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap), ressaltou a importância do trabalho dos servidores do Indea e os parabenizou pela ação. “Essas operações em conjunto tem contribuído de forma significativa no combate a esse tipo de crime ambiental. Gostaríamos de parabenizar os servidores do Indea, que mesmo em condições difíceis de trabalho não deixam de cumprir sua missão”, afirmou Rosimeire Ritter.


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia