Sábado, 19 de Outubro de 2019

Incêndios causam destruição de 35 mil hectares de floresta no Parque Nacional do Xingu




COMPARTILHE

Os incêndios florestais na área de preservação da Terra Indígena do Parque do Xingu, que abrange 9 municípios de Mato Grosso e possui mais de dois milhões de hectares, já atingiram uma área de 378 quilômetros quadrados, o que equivale a 35 mil campos de futebol.

Um relatório do Centro Integrado de Multiagências de Coordenação Operacional Nacional (Ciman) mostra que desde 20 de agosto, quando teve início a operação do parque, foram detectados 15 incêndios florestais, dos quais apenas dois estão extintos.

A terra indígena abriga 16 povos e uma população de mais de 6 mil habitantes. O trabalho de combate ao fogo é difícil na região, não só por causa da extensão, mas também por causa dos 4 meses sem chuva significativa. Cerca de 50% da área do parque etá localizada no município de Gaúcha do Norte (595 km ao norte de Cuiabá).

Consta ainda no relatório do Ciman, que cerca de 90 pessoas atuam na terra indígena, assim como 5 brigadas da região. Também são utilizadas 7 caminhonetes, um caminhão, dois helicópteros e máquinas de combate. Uma equipe composta por peritos brasileiros e americanos está analisando a origem dos incêndios florestais para identificar os causadores do fogo. Em alguns pontos do parque, o incêndio completa 30 dias nesta sexta-feira (20). Já o incêndio de maior proporção está em Gaúcha do Norte, na região do Rio Mira-Sol, que queima há 12 dias. 


Autor: AMZ Noticias com Gazeta Digital


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia