Sábado, 19 de Outubro de 2019

Pará registra um caso de estupro a cada 03 horas; meninas até 14 anos são o alvo




COMPARTILHE

A cada hora, cerca de três casos de estupro são registrados na Grande Belém. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Pará (Segup), cerca de 1500 casos foram registrados nos seis primeiros meses de 2019 em todo o estado. Isso representa, em média, oito casos de violência sexual por dia.

Ainda de acordo com dados da Segup, 70% dos casos de estupro no Pará tem como vítima pessoas dos grupos vulneráveis: Crianças e adolescentes, mulheres, idosos e transgêneros. Um caso como esse foi registrado no último domingo (29). Uma criança de quatro anos foi estuprada pelo tio-avô.

"O pai dela chamou por ela. Então, devido ele (tio-avô) ter ficado com medo, assustado, ele soltou a criança e disse "não fala nada pro teu pai". Ela tava toda cheia de hematomas, toda roxa", contou a mãe da criança, que preferiu não se identificar. O estuprador nesse caso faz parte do perfil elaborado pela Polícia Civi. Geralmente, os agressores são homens que, em sua maioria, conhecem ou fazem parte da família da vítima. Os crimes também ocorrem, geralmente, dentro do ambiente familiar.

Ainda de acordo com a advogada Mailô Andrade, as meninas de até 14 anos estão entre os principais alvos de estupradores no Pará. "A gente diz que o estupro é uma violência de gênero porque é um crime praticado majoritariamente por homens contra mulheres. Conversar sobre esse assunto é importante, porque o estupro é muito silenciado", explica.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia