Sábado, 19 de Outubro de 2019

Empresário é suspeito de obrigar menino de 12 anos a cavar cova sob ameaça de arma




COMPARTILHE

Um empresário está sendo investigado por suspeita de obrigar um menino de 12 anos, que teria quebrado uma placa do balneário do qual ele é dono, a cavar uma cova sob ameaça de arma de fogo. O crime aconteceu na quarta-feira (2), no Distrito de São Lourenço de Fátima, em Juscimeira, a 164 km de Cuiabá, e o suspeito não foi localizado desde então.

De acordo com o delegado que investiga o caso, Claudemir Ribeiro, foi aberto um inquérito para apurar o caso e testemunhas estão sendo ouvidas. O suspeito também está sendo procurado.

Como o caso envolve menor de idade, a investigação está sob sigilo e não serão repassados detalhes. No entanto, o delegado informou que se trata de uma ameaça à criança por supostamente ter danificado por várias vezes as placas de sinalização que indicavam a localização do balneário. Depois do ocorrido, a criança voltou para casa e contou sobre a ameaça para a avó. Ela procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência contra o empresário e, com base nessa denúncia, a polícia abriu inquérito.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia