Domingo, 20 de Setembro de 2020

Mato Grosso deve colher safra recorde e garantir 27% da produção de grãos do Brasil




COMPARTILHE

Mato Grosso continua liderando a produção nacional de grãos, com larga vantagem em relação aos outros estados. A produção estimada é de 67,9 milhões de toneladas de grãos na safra 2019/2020, segundo o último levantamento divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), na quinta-feira (10).

Nesta semana, em comemoração ao Dia Mundial da Agricultura, vamos publicar uma série de reportagens sobre agricultura. As principais culturas são soja, milho e algodão. Na última safra foram produzidas 67,3 milhões de toneladas colhidas e nesta safra, devem ser 67,9 milhões.

A produção brasileira estimada é de 245,8 milhões de toneladas e Mato Grosso é responsável por mais de 27% desse total. A safra está em fase de plantio. A produção de soja deve ser 2% superior à última safra, quando foram colhidas 32,4 milhões de toneladas e agora o levantamento aponta 33,1 milhões. Nesta safra devem ser produzidas 31.241 milhões de toneladas de milho. Na safra passada foram colhidas 31,3 milhões. Já a produção de algodão deve ter uma pequena queda, de 1,1%. A previsão é colher mais de 1,7 milhões de toneladas da pluma.

Mato Grosso e a Bahia continuam sendo os principais produtores de algodão, com uma área estimada em 1.092,8 mil hectares e 349,9 mil hectares, respectivamente, e, juntos, deverão contribuir com mais de 88% da produção estimada para a cotonicultura nesta safra. De acordo com a Conab, a temporada 2019/20 deve registrar a segunda maior produtividade média da série histórica. São vários os fatores que contribuem com a produtividade, como o clima e a tecnologia utilizada na agricultura brasileira.

O levantamento considera que a variação climática e a extensão de terras permitem, com o auxílio das novas técnicas de cultivo, manejo do solo, emprego de tecnologias, operacionalizadas com máquinas modernas, além de mão de obra qualificada, que o país possa produzir até três safras de grãos por ano, utilizando a mesma área e alcançando elevados níveis de produtividade.

Um estudo divulgado em meados deste ano pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) prevê aumento de 43% na produção de soja no estado até 2030, passando dos atuais 30,2 milhões de toneladas para quase 46 milhões. O estudo a longo prazo aponta também o cenário para a produção de milho, de quase 30 milhões em 2019 para pouco mais de 40 milhões de toneladas em 2030.

Em 10 anos, a área com lavouras no Brasil deve crescer mais de 13,5%. E, entre as regiões do país, o Centro Oeste terá a maior ampliação da área plantada no período (28,5%) em seguida as regiões norte (19%) e sul (8%). Com esse aumento de área e também maior produtividade, a estimativa é que em 2030 o país alcance a produção de 13 milhões de toneladas de grãos.


Autor: AMZ Noticias com G1


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias