Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019

Ministério da Saúde libera R$ 206 milhões para fortalecer vacinação contra o sarampo




COMPARTILHE

Mais de R$ 206 milhões de reais do Governo Federal estão liberados para que estados e municípios possam reforçar a vacinação contra o sarampo. Com esse recurso extra, a expectativa é melhorar a cobertura vacinal e controlar surtos, interromper a transmissão do sarampo e de outras doenças espalhadas pelo Brasil.

Para que o município receber essa verba, é preciso cumprir duas metas: Vacinar, pelo menos, 95% das crianças de 12 meses de idade com a primeira dose da vacina tríplice viral, que ajuda a evitar o sarampo, rubéola e caxumba; além disso, é preciso informar o estoque das vacinas de poliomielite, tríplice e pentavalente para as Secretarias de Saúde dos Estados e ao Ministério da Saúde. De acordo com o secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Erno Harzheim, com esse dinheiro extra, será possível superar as dificuldades específicas de cada município para oferecer mais vacinas para a população.

“Podem fazer com que a vacina chegue mais próxima do cidadão: estender o horário de vacinação; contratar alguns profissionais de forma transitória só para esse período, para conseguir fazer a ampliação da cobertura; remontar em alguns municípios as equipes de bloqueio vacinal, para quando tiver identificação de um caso de sarampo conseguir vacinar todas as pessoas que tem contato com esse caso, para impedir a propagação do sarampo; reforçar sua estrutura local de vacinação como as câmaras frias e insumos”.

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo tem como prioridade as crianças de seis meses até menores de cinco anos. Ela começou no dia sete deste mês e vai até 25 de outubro, sendo que neste sábado, dia 19, será realizado o Dia D com milhares postos de vacinação abertos por todo o país.


Autor: AMZ Noticias com Janary Bastos


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia