Terca-Feira, 12 de Novembro de 2019

Forças de Segurança do Tocantins eliminam uma das principais quadrilhas do Brasil




COMPARTILHE

Chegou ao fim na madrugada desta quinta-feira, 7, a Operação Hórus Divisa, realizada pela Polícia Militar do Tocantins, com o apoio das demais forças de segurança, que culminou com a localização de seis criminosos envolvidos em uma tentativa de roubo a um carro forte na estrada vicinal entre as cidades de Pequizeiro e Araguacema, ocorrido no último dia 24 de outubro.

Os dois últimos suspeitos foram encontrados nesta madrugada na região de Pequizeiro e morreram em confronto com a PM. Durante toda a operação foram encontrados em poder da quadrilha: dois fuzis (calibre 5,56), um fuzil modelo AK 47 (calibre 7,62), duas pistolas calibre .40, um revólver calibre 38, e aproximadamente 500 munições de vários calibres.

Um policial militar do Tocantins, sargento Américo Gama do Batalhão de Choque, foi alvejado e morreu em confronto com os criminosos. Os indivíduos capturados no Tocantins fazem parte de um grupo familiar cearense, conhecido como quadrilha dos “Pipocas”, organização criminosa especializada em roubos a bancos, ataques a carros-fortes, sequestros e mortes de policiais em diversos estados brasileiros.

Operação Integrada -  Durante a Operação Hórus Divisa foram mobilizados cerca de 200 policiais, três helicópteros e 60 viaturas, em 15 dias de atuação. A operação contou com o apoio da Polícia Civil do Tocantins, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, além da Secretaria de Segurança Pública do Pará e Casa Militar de Goiás, estas últimas tendo apoiado com helicópteros.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública considerou a integração de vários estados e a atuação interestadual do bando criminoso para decidir apoiar a Operação no quesito logística, através da Secretaria de Operações Integrada. Esta é considerada a maior operação policial na busca de criminosos em ambiente rural já realizada no Tocantins.


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Norte Araguaia