Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020

Trecho da BR 163 em Mato Grosso já registrou mais de 36 mil panes de veículos em 2019




COMPARTILHE

Em média, a cada hora, no período de 1° de janeiro a 30 de novembro de 2019, ocorreram cinco casos de atendimentos por panes de veículos na BR-163, rodovia federal que corta Mato Grosso.

As panes acontecem por diversos motivos mecânicos, entre eles, elétricos, falta de combustível ou por superaquecimento. No período foram 36.001 ocorrências desta natureza. Do total, 77,93% por problemas mecânicos.

Os dados são da Concessionária Rota do Oeste e mostram ainda que, diariamente, 108 veículos precisaram de atendimento por causa de uma pane de algum tipo. Apesar disso, em 2019 a concessionária registrou queda no número desses casos.

Em 2018, foram de 36.871, representando uma diminuição de 2,35% de um ano para o outro. Segundo o gerente de operações da Rota do Oeste, Wilson Ferreira, “o principal motivo das ocorrências é a falta de manutenção ou revisão dos veículos antes que eles sigam pelas rodovias. Ter este cuidado, além de garantir que a viajem não tenha atraso, evita com que, tanto os passageiros quanto as outras pessoas que trafegam nas vias, se envolvam em acidentes”, disse.

Conforme a Rota, os problemas mecânicos são as panes mais frequentes nos 850,9 quilômetros do trecho sob concessão. De setembro de 2014 até novembro de 2019, elas ocuparam 66% dos casos, seguidos pelas panes secas, com 10% das ocorrências, elétricas com 7% e as de superaquecimento, ocupando 4% dos registros na rodovia durante este período.

De janeiro a novembro deste ano as equipes da concessionária atenderam 28.057 motoristas em que os veículos apresentaram alguma falha mecânica. Os registros também apontam 3.769 casos de panes secas, 2.635 de panes elétricas e outros 1.540 motoristas pararam na BR-163 com problemas de superaquecimento do motor. ‘O Código Brasileiro de Trânsito (CTB) não considera a pane mecânica uma infração, quando o motorista não tinha como prevenir que ela acontecesse. Mas é importante ressaltar que a revisão antes do veículo ir para a rodovia pode mitigar transtornos”, destacou a concessionária por meio da assessoria de imprensa.

Os usuários podem contar com os serviços de remoção da Rota do Oeste, acionando o 0800 065 0163. A concessionária dispõe de 18 guinchos leves para remoção de veículos e oito guinchos pesados para remoção de caminhões e veículos pesados. É importante lembrar que o serviço de atendimento fica disponibilizado por 24 horas, 7 dias por semana, e é custeado pelo valor arrecadado pelo pedágio. Depois que o automóvel é retirado pela concessionária e encaminhado para o ponto de apoio, é responsabilidade do motorista dar seguimento nos procedimentos de reparos cabíveis.


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias