Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020

Cuiabá é a cidade com maior tarifa de água entre os 5 maiores municípios de Mato Grosso




COMPARTILHE

O valor pago pelos cuiabanos para receber água tratada nas casas é o maior entre os 5 maiores municípios de Mato Grosso. O valor foi divulgado pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, com dados de 2018. Na Capital, os consumidores pagam R$ 4,34 por metro cúbico consumido e na distribuição do líquido se perdem 60,68% da água enviada para as casas.

Na comparação entre Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis (212 km ao sul da Capital), Sinop (500 km ao norte) e Tangará da Serra (239 km a médio-norte), os 5 municípios mais populosos do estado, a Capital é que tem o maior tarifa não só para a água, como também para o esgoto recolhido das residências e empresas.

Entre esses municípios, a melhor situação foi a registrada em Rondonópolis. Lá os consumidores pagar R$ 3,07 por metro cúbico de água e R$ 2,40 por metro cúbico de esgoto. Mesmo não sendo a tarifa de esgoto mais barata entre as 5 cidades, é o que tem a maior cobertura nesse quesito, com 96,16% da população urbana atendida.

Localizada na região metropolitana, Várzea Grande, que tem um departamento próprio para administrar a água e o esgoto, cobra R$ 2,35 pela água e R$ 0,76 pelo esgoto coletado. Porém, 29,14% dos habitantes possuem sistema de esgotamento sanitário. Já em Sinop, se paga R$ 3,47 pelo metro cúbico de água e R$ 2,86 pelo metro cúbico de esgoto, com 34,09% da população urbana com esgoto. Tangará da Serra, a quinta maior cidade de Mato Grosso, tem taxa de R$ 2,77 para água e R$ 2,42 para o esgoto.

Outro lado - A diretoria da Águas Cuiabá informou que não se pode comparar as tarifas médias, pois como a Capital um percentual maior de consumo não residencial, a média será maior, porém, na comparação da tarifa mínima, o valor é o menor entre as capitais do Centro-Oeste. Também foi enfatizado que os investimentos realizados na rede alteram o custo. Em dois anos foram R$ 350 milhões para melhorar as redes de água e esgotamento sanitário, além da reforma das estações de tratamento e a inserção de flúor na água fornecida, o que beneficia a saúde bucal, especialmente das crianças.


Autor: Thalyta Amaral com Gazeta Digital


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias