Quinta-Feira, 06 de Agosto de 2020

Marcos Sá reforça ações regionais frente a Associação dos Municípios do Araguaia - AMA




COMPARTILHE

No início do mês de dezembro do ano passado, Marcos Sá, prefeito de Santa Cruz do Xingu e da (AMA) Associação dos Municípios do Araguaia participou da Mobilização Municipalista contra a extinção de Municípios.

De acordo com o prefeito a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 188/2019, conhecida como PEC do Pacto Federativo, busca a extinção de 1.250 municípios brasileiros, sendo 34 deles em Mato Grosso e 12 destes localizados na região Araguaia.

Na reunião, promovida pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), prefeitos de municípios com menos de cinco mil habitantes, Santa Cruz do Xingu é um deles, e representantes das estaduais lotaram o auditório Petrônio Portela, do Senado Federal, se manifestaram contrários à proposta do governo federal. Recentemente Marcos Sá, o Marcão relatou a difícil missão de conduzir a gestão em municípios da região, ele citou como exemplo sua própria cidade onde tem conseguido manter m equilíbrio várias ações na saúde, na infraestrutura e na educação, porem os maiores desafios dele estão justamente em ações fora do município mas que tem uma influência direta na vida do pequeno município.

Para ele agora sua principal missão frente da (AMA) Associação dos Municípios do Araguaia, e talvez o mais complicado seja evitar o fim da cidade de Santa Cruz do Xingu e outras 11 cidades da região, já que o plano Mais Brasil, proposto pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso Nacional pretende extinguir cidades com menos de 5 mil habitantes, e com menos de 10% de receita própria, sob o argumento de fortalecer a federação.

O outro grande desafio é promover a integração regional, que acaba passando pelo eixo da BR 158, principal via de integração, ele lembra que os municípios da margem da rodovia levam vantagem sobre os demais, e ai entra em ação o líder regional que hoje encabeça AMA - Associação de Municípios do Araguaia e entende que a falta de conclusão de várias obras de pavimentação da região travam um desenvolvimento local de todas as cidades, quem esta as margens do asfalto leva vantagem, disse ele.

Marcos Sá lembrou que a falta de infraestrutura atrasa e amedronta investidores, hoje existem inúmeras obras federais e estaduais inacabadas em várias cidades, as obras de pavimentação são maioria, numa cidade falta acabar a pavimentação, noutra precisam construir pontes, e por ai vai, ressaltou o gestor. O prefeito também afirmou que é preciso que órgãos públicos estaduais e federais sejam mais ágeis em obras de extrema importância como a conclusão da BR 158, as obras da Transbananal, a Ferrovia da Integração (FICO) a a pavimentação da MT-020 que liga Canarana até Paranatinga, que diminuirá em 212 km o trajeto até Cuiabá.

Além desta duas ações, o gestor lembra que hoje a Associação dos Municípios do Araguaia (AMA), conta com 17 filiados e que a entidade tem buscado fortalecer a região no cenário político estadual para poder cobrar as demandas existentes na municípios da região. Muitos prefeitos tem ideias brilhantes e vontade trabalhar mais ai aprecem problemas incalculáveis que eles não tem poder para resolver como a regularização fundiária e saúde que também travam o desenvolvimento regional, “Nós não temos um grande hospital na região e isso assusta investidores e esvazia o caixa dos municípios que precisam recorrer a distancias enormes.

É preciso que tanto o Governo Estadual como o Federal olhem a região como uma grande fonte de crescimento econômico, o Estado e a União precisam entenderem que se investirem em obras no Araguaia com certeza terão retorno de impostos pois a região já produz muito e com infraestrutura vai produzir mais. Marcos Sá também lembrou da importância do Luz para Todos na região, a energia fortalece os investimentos pois possuirmos muitas terras férteis e agricultáveis, e isso abre espaço para agroindústria que poderiam gerar emprego e renda, porem a péssima qualidade da energia fornecida aos municípios afasta as indústrias.

Esperamos que com a conclusão da Linha de Distribuição de Alta Tensão que interligará a região do Norte Araguaia com à rede básica de Santana do Araguaia, no Pará, solucione isso, pois a nova linha aumentará a disponibilidade de energia na região, tornando o fornecimento mais estável. Enquanto as lutas e demandas seguem, Marcos Sá sonha que o Araguaia se torne melhor, afinal “Quem não sonha, não luta e quem não luta não vence”.


Autor: AMZ Noticias com Evandro Carlos


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias