Terca-Feira, 26 de Maio de 2020

Emater do Pará realiza homenagem com destaque para o papel das mulheres no campo




COMPARTILHE

Neste mês de março comemoramos importância da mulher na sociedade no último domingo inclusive foi o Dia Internacional da mulher em meio a tudo isso  Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater),  também não deixou de registrar a importância das mulheres no meio rural.

Em uma homenagem realizada pela na manhã desta sexta-feira (6), no escritório central de Marituba, na região metropolitana de Belém (RMB), a presidente da Emater, Cleide Amorim, primeira e única presidente da Emater em 54 anos de existência do Órgão, disse que a sociedade em geral precisa mais do que nunca reconhecer que a mulher precisa ser respeitada e valorizada.

"A gente tem que se posicionar como mulher, a competência independe de gênero, os desafios são muitos, mas a mulher tem capacidade para decidir e fazer acontecer", comenta Amorim, que também foi a primeira mulher a ocupar o cargo de presidente de uma empresa oficial de Ater no País, em 2011.

Dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), a América Latina e o Caribe contam com cerca de 121 milhões de pessoas no meio rural, que representam 20% da população total. Destas, 48% são mulheres.

Para Nazaré Dergan, engenheira agrônoma que trabalha na Emater há 15 anos, o papel da mulher rural é até mais desafiador porque tem a missão nobre de alimentar a sociedade, e garante que "com garra, perseverança e amor as coisas acontecem naturalmente". Dergan é a única mulher no cargo de supervisora-regional da Emater no Estado, onde administra o Regional Tapajós.

Ainda de acordo com a FAO, as mulheres rurais são as responsáveis por mais da metade da produção de alimentos do mundo, exercendo também um importante papel na preservação da biodiversidade, na garantia da soberania e da segurança alimentar ao se dedicar a produzir alimentos saudáveis.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 15 milhões de mulheres vivem na área rural no Brasil, o que representa 47,5% da população residente no campo. A Emater, que possui escritórios nos 144 municípios paraenses, tem a missão de ajudar a mulher do campo neste processo ao prestar assistência técnica diferenciada e presente no campo.

"Trabalho na Emater há 32 anos ajudando a comunidade rural a ter mais qualidade de vida, é um compromisso que tenho o prazer em fazer acontecer a cada dia que realizo meu trabalho. O desenvolvimento da agricultura familiar no Estado do Pará é um desafio e tenho a satisfação de fazer parte deste processo de construção, e estar aqui, hoje, neste evento, participando desta homenagem, reforça a importância da mulher para a empresa", enfatiza Nádia Matos, coordenadora do Núcleo de Documentação e Informação (NDI) da Emater.

Nádia é um exemplo que persistência e comprometimento com o trabalho. Ela começou como assistente administrativa e passou por vários setores da empresa até assumir, em janeiro deste ano, o cargo de chefia do NDI. "Isso é fruto da seriedade do meu trabalho, que me deu diversas oportunidades até chegar a um cargo de gestão, ou seja, a mulher pode o que ela quiser, basta querer e trabalhar que as coisas boas acontecem", finaliza Nádia.  


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias