Sábado, 19 de Setembro de 2020

Pastor evangélico e esposa são detidos por ignorar ordem para evitar aglomeração em Vila Rica




COMPARTILHE

Contrariando recomendação de evitar aglomerações para reduzir surto de coronavírus, um pastor decidiu abrir sua igreja e realizar culto normalmente, na noite desta quinta-feira, 26 de março em Vila Rica, e acabou indo parar da Delegacia.

De acordo com o Boletim de Ocorrência da Polícia Militar de Vila Rica, uma denúncia informou o acontecimento de culto evangélico na Igreja Mundial. Uma guarnição policial se deslocou para o local, vindo a confirmar a informação.

Consta no BO, que o líder da igreja já havia sido orientado por diversas vezes sobre Decretos vigentes em âmbito municipal e estadual, restringindo atividades públicas e privadas que resultem em aglomerações de pessoas, afim de evitar a disseminação de coronavírus (covid-19).

Diante do fato, os policiais orientaram o responsável, para encerrar a realização do culto, porém o suspeito desobedeceu a ordem legal para o fechamento da igreja. O pastor disse ainda que os policiais estavam errados e que estaria seguindo ordens do presidente.

Ainda segundo a narrativa do Boletim de Ocorrência, o líder religioso, juntamente com sua esposa, teriam incentivado os fiéis a ficarem contra as autoridades policiais que estavam cumprindo as determinações dos Decretos vigentes. A esposa do pastor ainda teria proferido palavras desmerecendo o trabalho da polícia e disse que iria processar os policiais.

Os suspeitos foram detidos e encaminhados para o 23º Batalhão da Polícia Militar de Vila Rica para o registro do Boletim de Ocorrência e posteriormente encaminhados para a Delegacia de Polícia para as medidas cabíveis.

DECRETOS - O Decreto Nº 054, de 21 de Março de 2020, assinado pelo Prefeito de Vila Rica, Abmael Borges, proíbe, de qualquer forma a aglomeração de pessoas em locais públicos ou privados, inclusive em eventos, festas, feiras, igrejas, templos, reuniões em praças, ginásios esportivos, academias, modalidades esportivas coletivas e outras, atividades congêneres, pelo prazo de 15 (quinze) dias, podendo ser prorrogado.

No mesmo sentido, o Decreto Nº 425, de 25 de Março de 2020, assinado pelo Governador do Estado de Mato Grosso, Mauro Mendes, determina a proibição do funcionamento de parques públicos e privados; praias de água doce; teatro; cinema; museus: casas de shows; festas; feiras; academias; ginásios esportivos e campos de futebol; missas, cultos e celebrações religiosas; outros eventos e atividades que demandem aglomeração ou reunião de pessoas.


Autor: Rafael Trindade com Eldorado FM


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias