Domingo, 20 de Setembro de 2020

Sespa confirma mais um paciente com Covid-19 no Pará e número de casos sobe para 17




COMPARTILHE

Mais um paciente testou positivo para o novo coronavírus (Covid-19) no Pará. A informação foi divulgada na manhã deste sábado (28) pela Secretaria de Saúde do Estado do Pará (Sespa). Com no novo registro, chegam a 17 o número de casos no estado.

De acordo com a Sespa, o paciente é um homem, de 25 anos, de Parauapebas, que contraiu o vírus durante uma viagem à Itália. A Secretaria não disponibilizou mais detalhes sobre o estado de saúde do paciente.

Segundo o último boletim emitido pela Sespa, o Pará possui 89 casos em análise e 506 descartados. De acordo com a Sespa, três casos confirmado de Covid-19 foram de contágio em solo paraense. Os outros 14 casos positivos foram importados de outras regiões.

Um decreto estadual estabeleceu medidas de prevenção contra o novo coronavírus. Shoppings, bares e restaurantes estão fechados. Aulas estão suspensas. Órgãos públicos funcionam em regime de escala remota ou com atendimento reduzido. Terminais rodoviários e hidroviários já não podem mais fazer viagens interestaduais, bem como voos internacionais estão proibidos de pousar em Belém. Durante a coletiva realizada no domingo (22), o governador Helder Barbalho informou que a capacidade de testagem do Pará deve dobrar com os novos investimentos. "Novos equipamentos vão chegar ao Laboratório Central do Estado, o Lacen, que devem dobrar nossa capacidade de testagem. Já avançamos muito nos resultados. São 101 casos descartados. Também estamos procedendo com a compra dos testes rápidos", revelou

 


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias