Segunda-Feira, 06 de Julho de 2020

Polícia Militar já dispersou 270 aglomerações desde o início das medidas restritivas em Mato Grosso




COMPARTILHE

Desde a publicação do decreto estadual 419/20, em 20 de março deste ano, que estabeleceu medidas para o isolamento social, como forma de evitar a propagação do novo coronavírus, a Polícia Militar precisou intervir para dispensar 270 aglomerações, uma média de 38 por dia. Em apoio a instituições de defesa do consumidor e de Saúde Pública, a PM atuou no fechamento de 70 bares e de três postos de combustíveis.

De acordo com dados preliminares da Superintendência de Planejamento Operacional e Estatísticas (Spoe/PMMT), em todo o Estado foram 25 pessoas conduzidas à delegacias por resistência ao cumprimento das determinações legais, a maioria donos de estabelecimentos comerciais de venda e consumo de bebidas alcóolicas.

Além da capital, Cuiabá, com 15 dispersões, os relatórios apontam que a Polícia Militar vem fazendo dispersões principalmente em municípios pequenos. Em Nobres, por exemplo, município com 15 mil habitantes, foram sete aglomerações dispersadas. Já em Campinápolis e Nova Xavantina, os policiais militares desfizeram seis aglomerações em cada.

Mas foi Nova Mutum, com população estimada em 45 mil habitantes, que registrou o maior número: 20 dispersões, a partir de chamados de moradores, de operações e constatações feitas durante o policiamento preventivo.

Entretanto, a principal atuação da Polícia Militar mato-grossense vem sendo no sentido de orientar a população. Um sistema próprio de monitoramento foi criado para esse momento de crise já contabiliza mais de 12 mil atendimentos de orientação e esclarecimento de dúvidas sobre as medidas emergenciais adotadas pelo Governo do Estado e municípios.

Na noite de quinta-feira (26,03), quase 500 policiais dos 15 comandos regionais do Estado saíram às ruas para reforçar o policiamento de prevenção a roubos, furtos, orientar a população e fazer cumprir as medidas emergenciais de prevenção à propagação do Coronavírus.

Em Cuiabá e Várzea Grande a ação teve o reforço de policiais das unidades especializadas como os Batalhões Rotam, Cavalaria, Bope, Ambiental e Trânsito. Já no interior o reforço veio das Companhias de Força Tática.

O subchefe de Estado Maior da PM, coronel Wankley Corrêa Rodrigues, destaca que em uma situação de emergência como essa em que vive o mundo, as atribuições dos policiais extrapolam as ações cotidianas de prevenção e repressão à criminalidade.

Rodrigues destaca que, para segurança e proteção da sociedade, é necessário atuar em apoio ou com ações individuais para orientar a população e fazer cumprir as medidas restritivas adotadas pelas autoridades governamentais. “É nisso que nossos policiais estão trabalhando de maneira intensa em defesa da população, adotando cuidados com a própria saúde e da família, mas também correndo riscos em muitas situações nas quais precisam intervir”, completa.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias