Sábado, 30 de Maio de 2020

Novo reajuste de 8% no preço do óleo diesel deve impactar custos da economia nacional




COMPARTILHE

O reajuste de 8% no preço do diesel nas refinarias, anunciado pela Petrobras na segunda-feira, 18, e que entrou em atividade já a partir da terça-feira, 19, vai elevar o custo do combustível em R$ 0,1039 por litro e causar impacto nos custos da economia nacional.

O reajuste vem menos de uma semana após elevar o preço da gasolina em 12%. O diesel marítimo foi elevado em 8,4%, e para as térmicas o aumento foi de 8,2% (diesel S500) e 8,6% (diesel S10, menos poluente).

Antes desse aumento o diesel acumulava no ano queda de 44,1%, contra redução de 41,3% da gasolina, que já embute os dois aumentos de maio, impulsionado pela alta do petróleo no mercado internacional. Por volta das 11 horas da ultima terça (de Brasília), o petróleo tipo Brent, usado com referência pela Petrobras, subia 7,51%, cotado a US$ 34,77 o barril, depois de ter chegado a menos de US$ 20 o barril no mês passado.

A commodity reage ao otimismo do mercado norte-americano com o início da abertura da economia, fechada parcialmente pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), com a reabertura de grandes montadoras como GM, Fiat e Ford. Vale lembrar que o custo do combustível tem um peso bastante elevado para os negócios, especialmente no setor agrícola e na indústria. Por essa razão, reajustes no preço do petróleo e do óleo diesel trazem impactos diretos à cadeia de distribuição desses setores.

O transporte é uma parte fundamental da logística e representa hoje uma das maiores despesas dos empreendedores. Em 2018, vimos, por exemplo, como o episódio da crise gerada em torno dos preços dos combustíveis e a consequente paralisação dos caminhoneiros trouxeram efeitos muito negativos para a economia brasileira.

Quando falamos em cadeia de distribuição, estamos nos referindo a todas as operações de movimentação e entrega que têm o objetivo de suprir os pontos de venda após o processo de produção. O aumento do valor do petróleo, portanto, repercute de modo imediato nos transportes, pois ele alimenta, em maior ou menor proporção, toda a produção de bens e serviços no país.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias