Sábado, 30 de Maio de 2020

Novo coronavírus já chegou a mais da metade dos municípios do estado de Mato Grosso




COMPARTILHE

A evolução do alcance do novo coronavírus está em forte ascensão no estado de Mato Grosso. É o que mostram os dados divulgados diariamente pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT). Em um mês, o número de municípios atingidos passou de 19,85% para 50,35%. O que mais chama atenção é a variação cada vez mais acentuada de uma semana para outra.

No dia 23 de abril o vírus já havia chegado a 28 dos 141 municípios do estado. Uma semana depois, em 30 de abril, quatro novos municípios registram casos confirmados, totalizando 32 municípios. No dia 7 de maio, o vírus já havia chegado a 27,65% dos municípios, 39 no total. Na semana seguinte, o número saltou para 53, até chegar esta semana a 71 municípios.

Desse modo, a variação semanal passou de 2,84 pontos percentuais no final de abril, para cerca de 12,85 pontos percentuais no final de maio. Se o ritmo de disseminação do vírus continuar acelerado dessa maneira, serão necessárias cerca de duas semanas para que Mato Grosso tenha 80% dos municípios com casos registrados.

A projeção vai ao encontro do alerta feito esta semana pelo secretário de Saúde, Gilberto Figueredo, de que a pandemia estava apenas no começo no estado. “Não dá pra prever o dia do pico. O que posso me arriscar a dizer é que vai continuar crescente o número de casos em Mato Grosso e a demanda pelos leitos hospitalares. Estamos no início de uma pandemia que ainda vai trazer muito desconforto no estado de Mato Grosso e a população precisa acordar”, disse em coletiva de imprensa.

Até o último boletim divulgado pela SES nesta quarta-feira (20), as situações mais delicadas eram de Cuiabá, com 334 casos no total; Rondonópolis, com 99; e Várzea Grande, com 94. Dos 15 municípios com mais casos, a maior taxa de mortalidade, entretanto, está em Cáceres. Por lá, 15% dos infectados faleceram em decorrência da doença. Em Cuiabá, a taxa se mantém em 1,49%; em Rondonópolis, 3,03%; e em Várzea Grande, 4,25%.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias