Terca-Feira, 11 de Agosto de 2020

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil defende combate à venda casada no agro




COMPARTILHE

O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuário do Brasil (CNA), João Martins, defendeu nesta segunda-feira (20) um esforço do governo junto a entidades do agro e bancos para combater a venda casada no agronegócio. O pedido foi feito em um seminário online, que contou com a participação dos ministros André Mendonça, da Justiça, e Tereza Cristina, da Agricultura.

A venda casada é uma prática ilegal, em que a liberação do crédito rural vem acompanhada da contratação de outros serviços ou produtos bancários, como títulos de capitalização e seguros não relacionados à produção. Há cerca de um ano, os ministérios e a CNA assinaram um acordo para combater este tipo de crime.

No seminário, a ministra Tereza Cristina anunciou uma plataforma do Mapa para que o produtor possa denunciar esse tipo de prática. A ferramenta já está disponível para acesso no site do Ministério da Agricultura. Em estudo da confederação, o título de capitalização (53%) e o consórcio (25%) foram os principais serviços que produtores tiveram que adquirir para conseguir financiamento dentro da venda casada.


Autor: AMZ Noticias com Brasil61


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias