Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021

Policia prende dono de restaurante em Nova Xavantina por furto de energia elétrica




COMPARTILHE

O proprietário de um restaurante em Nova Xavantina (645 km a leste de Cuiabá) foi preso pela Polícia Civil, na tarde da ultima terça-feira (06.10), por crime de furto de energia elétrica. O suspeito, de 60 anos, utilizava a rede de iluminação pública para furtar a energia para o estabelecimento.

A investigação iniciou assim que a Delegacia de Nova Xavantina foi comunicada sobre o dono de um estabelecimento comercial, localizado em uma das praias da cidade, que vinha praticando o crime conhecido popularmente como “gato” de energia.

Conforme a denúncia, o suspeito utilizava a rede de iluminação pública para furtar energia elétrica do município. Com base nas suspeitas os policiais civis acompanhados dos técnicos da empresa Energisa foram até o local onde constataram a veracidade dos fatos.

Durante a diligência, foi desligado o disjuntor do padrão do restaurante, e os oito aparelhos de ar-condicionado de aproximadamente 24 mil btu's cada, continuaram funcionando normalmente. Em seguida foi desligado o disjuntor da Prefeitura Municipal e toda energia dos dois andares do imóvel foi suspensa, bem como os aparelhos de ar-condicionado, geladeiras e freezers pararam de funcionar.

Diante das verificações, o dono do restaurante foi levado para Delegacia de Polícia, e interrogado pelo delegado Raphael Diniz Garcia, sendo lavrado o flagrante pelo crime de furto de energia. O preso efetuou o pagamento da fiança arbitrada pela autoridade policial, e responderá ao inquérito instaurado pela Polícia Civil em liberdade.


Autor: AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias